domingo, 25 de outubro de 2015

Bolo de cacau com cobertura de pasta de açúcar.

As mensagens aqui no blog andam tão atrasadas e ao sabor do vento que este bolo foi para o aniversário do filho dia 10 de Setembro e só agora o deixo aqui.

A receita fui buscá-la ao blog da minha amiga Argas, uma daquelas amigas bloguistas, que já consta da minha lista pessoal e por ver ela fazer publicidade ao seu bolo de chocolate no facebook me lembrei de ir cuscar.

Como ela diz fica um bolo muito grande, ideal para festas com muita gente e muitas crianças.
 A receita fiz ta qual a que ela tem no blog e  recomendo fica muito bom, fofinho e nada seco.

3 chávenas de farinha sem fermento
2 1/2 chávenas de açúcar(metade amarelo)
4 1/2 colheres de chá de bicarbonato de sódio
1/colher de chá de sal fino
1 chávena de cacau magro em pó
1 ch+avena de oleo vegetal
1 1/2 chávena de buttermilk
3 ovos
1 1/2 chávena de café quente ou água quente.

Untar um tabuleiro grande ou duas formas pequenas e forrar com papel vegetal também untado e polvilhado com farinha.

Preparar o buttermilk.
1 1/2 chávena de buttermilk=1 1/2 chávena de leite +1,5 colheres de sopa de vinagre branco
Depois de misturar, deixar em repouso pelo menos 10 min.

Juntar os ingredientes secos numa taça grande e envolver bem, adicionar a esta mistura os ovos, o óleo e o buttermilk e bater muito bem com a batedeira.

Por ultimo juntar o café quente em fio e continuar a bater a massa.

Levar ao forno aquecido a 180º até estar cozido, deixar arrefecer um pouco antes de desenformar e rechear se quiser.
Para a cobertura usei pasta de açúcar branca e azul, as cores do clube do meu menino, adora pasta de açúcar... eu detesto, mas como o bolo era para ele, comprei... as decorações foi ele mesmo que fez com alguma ajuda, tudo em tamanho mini, ele não consegue ter a noção do espaço mas foi mesmo ao gosto dele.

quinta-feira, 22 de outubro de 2015

Bolo de amêndoa e ameixa

Fez 8 anos em Setembro que iniciei este blog, até a mim custa acreditar, ultimamente tenho andado meio ausente, porque não é uma tarefa muito fácil, rouba muito tempo e é preciso alguma disposição mental para escrever e passar as receitas.

Quando faço alguma coisa gosto de fazer bem feita e se no inicio quando criei o blog foi com intenção de ser uma espécie de livro de receitas, agora sinto alguma pressão por parte das pessoas que me visitam, pressão boa claro, as pessoas gostam de me seguir e gostam das coisas que eu trago, por isso não gosto muito de trazer coisas repetidas, só para encher, não gosto de trazer "comidinhas" só porque sim.
Só que não é fácil trazer sempre coisas novas e por vezes até fazemos coisas boas, mas as fotografias não dizem isso e fico sempre na dúvida se devo ou não por...

Gosto de receber e-mails das seguidoras a perguntarem se está tudo bem porque já não escrevo há muito, gosto das amizades que criei através do blog em portugal e no Brasil principalmente, algumas que conheci pessoalmente outras ainda não, mas é como se conhecesse, trocamos fotografias de filhos e netos, mensagens e falamos no mensager como se fossemos amigas de longa data é uma relação engraçada esta das amizades bloguistas :)

Gosto quando as minhas amigas me dizem que as suas mães também me seguem :) as mães... aquelas senhoras que cozinham sempre melhor que nós :)

Enfim é muito gratificante ter um blog :) e desta vez trago uma receitinha de um bolo que foi completamente adaptado de outra receita, dessa receita original, tem apenas umas ténues semelhanças o resto foi tudo inventado e adaptado.

4 ovos
90gr de manteiga amolecida
120ml de buttermilk
160gr de açúcar amarelo
150gr de farinha com fermento
80gr de amendoa moida
1c de café de canela
1 pitada de sal
1 chávena de ameixa cozida.

Preparar o buttermilk logo no inicio, pondo numa taça o leite com o sumo de limão ou vinagre para coalhar e deixar pelo menos 10min.

No robot de cozinha meter a borboleta no copo e bater a manteiga com os ovos e o acúcar durante 5min./40º/vel.4.
Juntar a amendoa, a farinha peneirada, o sal e a canela e envolver uns segundos na vel.4 até ficar homogéneo.
Juntar o buttermilk e misturar novamente na vel.4.

Pelo método tradicional, bater os ingredientes com a batedeira, pela ordem e ingredientes, tal como no robot, apenas bater antes as claras em castelo e envolve-las só no fim.

Onde entram as ameixas pergunta o público, pois já vamos ver. :) A ideia inicial era por em cima da massa antes de ir ao forno, só que a massa do bolo ficou tão liquida que resolvi meter o bolo no forno para cozer um pouco e depois com a porta entreaberta, colocar em cima e assim fiz.
Ameixa cozida porquê? se podiam ser frescas, bem o marido resolveu cozer na altura em que tinhamos muitas caseiras e não conseguiamos comer todas.

Levei ao forno em forma de tarte forrada de papel vegetal untado e polvilhado de farinha, para não virar ao contrário ao desenformar e sem o papel, na forma de fundo móvel teria escorrido tudo para fora.
No forno pré-aquecido a 200º durante 20min e depois coloquei a ameixa e deixei mais 10min.

O bolo ficou "enqueijado" não sei se pela porta aberta antes de acabar de cozer, ou se ficaria mesmo pela massa tão liquida... fica a duvida, o doce não entrou muito na massa por estar já cozida demais.
Mas ficou muito bom, excelente mesmo, a mistura de sabores e aromas é deliciosa.

quinta-feira, 15 de outubro de 2015

Queques de nutela, chocolate e cacau

Quem tem filhos pequenos na escola sabe o que é todos os dias preparar os lanchinhos para a manhã e para a tarde.
O mais fácil e pelo que constato dos colegas do meu filho é mandar coisas que eles gostam e que dão pouco trabalho, ter sempre á mão bolos e bolinhos embalados, daqueles cujo nome acaba em ...au ou outros. Quando são maiorzinhos dar-lhe dinheiro é ainda mais fácil, assim eles mesmo compram e fica bem ensiná-los a gerir o seu dinheiro, só que eles vão geri-lo á sua maneira e vão comprar "porcarias" e por vezes nem o gastam em comida....
Eu por principio não mando nada que eu ache que faz mal á saúde, sou contra todo tipo dessas coisas embaladas com montes de aditivos, corantes, conservantes...  e estes para somar ainda  á lista tem gorduras hidrogenadas/trans, um tipo de gordura sintetizada artificialmente, altamente prejudicial á saúde, mas altamente benéfica para as industrias, pois aumenta longamente o prazo de validade, porque são gorduras que não rançam e mantêm os alimentos com bom cheiro e sempre fofinhos....

Cá em casa enquanto o menino foi pequenino levava sempre pão, iogurtes ou leitinhos, agora que já é só pequeno e não tem auxiliares para o obrigar a comer, diz que não tem tempo nos intervalos e por isso o pão vinha sempre de volta. 
Como dizem os entendidos é melhor comerem "porcarias" do que não comerem nada, para terem energia suficiente para aguentar uma manhã inteira de escola, por isso a alternativa, mandar alguma coisa que "demore menos" a comer e assim a solução é fazer em casa bolos e bolinhos, dá mais trabalho.... dá..... mas é muito melhor, pelo menos tem ingredientes por nós seleccionados.

Estes bolinhos, são os melhores que já fiz e comi ultimamente, ficam com uma textura densa e fofinha e um sabor delicioso, mesmo para apreciadores de chocolate.


4 ovos
220gr de açúcar
200gr de farinha
40gr de cacau
1 pitada de essencia de baunilha
80gr de manteiga derretida
1 pitada de sal
240ml de buttermilk(leite+sumo de limão ou vinagre)
2 colheres de sopa de nutela(meti só 1)
3 colheres de sopa de chocolate em pó (substituindo a nutela em falta) 

Para o buttermilk colocar os 240ml de leite numa taça e juntar uma colher de sopa de sumo de limão ou vinagre e deixar em repouso 10min até coalhar.

Ligar o forno a 180º e colocar as forminhas de papel num tabuleiro de ir ao forno e reservar.
No robot de cozinha, bater com a borboleta, os ovos inteiros com o açúcar, sal e baunilha, durante 2 min./40º/vel.4 e de seguida mais 2 min./vel.4 , sem temperatura.
Juntar o buttermilk, a nutela, o cacau e o chocolate em pó, a manteiga derretida, eu usei margarina vegetal, que é mole e não derreti, bater mais 1 min./vel.4 .
retirar a borboleta e adicionar a farinha préviamente peneirada e envolver 15seg/vel.3. Envolver melhor com a espátula se necessário.

Pelo método tradicional é só bater com a batedeira exactamente como é feito no robot, pela ordem e ingredientes.  

Encher forminhas de papel ou se não quiser, forminhas de metal ou silicone, tendo o cuidado de untar e polvilhar no caso das de metal.
Levar ao forno durante 15 a 20 min.

domingo, 11 de outubro de 2015

Bolo de claras e iogurte grego de limão

Já há muito tempo que guardo claras no congelador, mas por vezes não escrevo quantas meti na caixa ou no frasco, pensando utilizá-las em breve, só que isso nem sempre acontece e quando vou utilizar já não me lembro quantas tem.

Foi o que aconteceu com um frasco reciclado das compotas que tinha bem cheio, decidi por isso pesar, para ver e anotar a quantidade.

Os bolos de claras normalmente levam sempre muita manteiga, para substituir a gordura da gema, mas como é do conhecimento das minhas seguidoras aqui no blog, não sou muito fã de meter óleo nem manteiga a granel nos bolos, por isso pensei substituir por iogurte grego, um iogurte cheio de gordura, só que na minha cabeça é uma gordura mais saudável.....

350 gr de claras
1 iogurte grego de limão
1 copo de açúcar (copo de 250 ml)
1 copo de farinha (copo de 250 ml)

Bati as claras em castelo bem firme, quando já estavam bem duras, juntei o açúcar e continuei a bater até não caírem da taça quando viramos ao contrário.

Juntei o iogurte grego sabor cítrico, com creme de limão no fundo e envolvi bem e por ultimo a farinha que envolvi também com cuidado.

Levei ao forno previamente aquecido a 200º numa forma de buraco, untada com manteiga e polvilhada com farinha, durante mais ou menos 30 min.

Ficou muito bom, uma nuvem perfeita, branquinho, uma textura fofa e esponjosa com o sabor cítrico bem marcado.