segunda-feira, 27 de fevereiro de 2017

Scones

Quem gosta de scones?
Para uma tarde assim fresca e chuvosa são uma belissima escolha, porque não há nada mais fácil rápido e prático para um lanchinho do que scones e quando se tem um daqueles robots maravilhosos que fazem quaaasee tudo por nós melhor ainda.

Fácil rápido e muito bons, simples, com manteiguinha ou um docinho ainda quentes são mesmo uma delicia.


250 gr de farinha com fermento
30 gr de manteiga
50 gr de açúcar mascavado
100 ml de leite
1 ovo
1 colheres de chá de fermento
1 pitada de sal.

Pré aquecer o forno a 200º

Meter todos os ingredientes no copo da máquina.
Programar 15seg/vel.6

De modo tradicional é só bater tudo com uma batedeira, seguindo as boas práticas para bater bolos.

Num tabuleiro grande próprio para ir ao forno, untado com margarina e polvilhado com farinha ou em papel vegetal colocar colheradas de massa, do tamanho desejado.

Leve ao forno durante 15 min e já está, rápido e super-fácil, em 20 minutos temos os scones feitos, falta o chá para um lanchinho delicioso.

Estes ficaram com umas pintinhas, penso que foi por causa do açúcar mascavado, de granulado muito grosso e que não pulverizei... mas ficaram muito bons

segunda-feira, 20 de fevereiro de 2017

Açúcar baunilhado caseiro

Hoje deixo uma dica/sugestão fácil e prática para fazer açúcar baunilhado em casa.

É fácil e temos sempre á mão para utilizar no que se quiser, em bolos, pudins ou outras sobremesas.

500 gr de açúcar branco
2 vagens de baunilha

Meter o açúcar num frasco de vidro com tampa que vede bem.

Abrir uma vagem de baunilha, raspar as bolinhas e meter tudo dentro do açúcar, mexer muito bem o açúcar para as bolinhas e própria vagem ficarem bem misturadas com o açúcar e deixar assim por varias semanas ou até precisar.

Quando se abre o frasco sente-se logo o aroma.

sábado, 18 de fevereiro de 2017

Bolo de iogurte com chocolate e frutos vermelhos

Este bolo fiz no natal, a base é um bolo de iogurte grego igual a tantos outros, só que o iogurte era de frutos do bosque, comprei para fazer uma sobremesa, mas depois os desejos inverteram-se e sobrou o iogurte, mas foi logo reencaminhado.
Como o Mi gosta de bolo de iogurte é sempre uma boa opção.

A chávena utilizada foi uma chávena grande, por isso o bolo ficou enorme.

5 ovos
2 iogurtes gregos de frutos do bosque
2 chávenas de farinha
1 e 1/2 chávena de açúcar
1 chávena de leite
1/2 chávena de óleo
1 colher de chá de fermento
1 colher de chá de bicarbonato de sódio
Para decoração
Creme de chocolate
Frutos do bosque

Bater os ovos inteiros com o açúcar até obter um creme esbranquiçado, juntar o iogurte e o óleo e bater mais um pouco.
Juntar a farinha misturada com o fermento e o bicarbonato e envolver alternado com o leite, para a massa não ficar dura.

Vai ao forno pré-aquecido a 200º a cozer durante 40 min, verificar com o palito e retirar.

Desenformar e deixar arrefecer um pouco, por cima colocar colheradas de Creme de chocolate, comercial ou feito em casa, mas tem que ser espesso.

Decorar com frutos do bosque a gosto.

quinta-feira, 16 de fevereiro de 2017

Pudim de ovos com Vinho Moscatel ou Porto

Pudins é uma sobremesa que gosto bastante e não faço muito, mas gosto e se for a algum restaurante em que as sobremesas sejam aquelas vulgares prefiro de longe o pudim caseiro que costuma fazer parte do menu.

Este pudim é uma receita já velhinha de uma revista daquelas bem conhecidas e antigas

230 gr de açúcar
12 ovos
1 l de leite
3 colheres de sopa de vinho do porto
1 colher de sopa de farinha
Caramelo liquido q.b.

Eu preparei 2/3 da receita, porque a minha forma não leva mais.

Para preparar este pudim, temos que levar primeiro o leite a ferver com o vinho do porto, eu substitui por Moscatel e reservar.
Numa taça bater os ovos com o açúcar e a farinha.
Adicione a mistura do leite aos poucos mexendo muito bem.

Numa forma de pudim molhada, deitar 2 colheres de sopa de açúcar e levar ao lume até fazer caramelo e untar com ele a forma toda.

Verter a mistura do pudim e leve ao forno pré-aquecido a 180º em banho-Maria durante cerca de 50 min. ou como eu prefiro, levar a cozer na panela de pressão numa forma própria com tampa também em banho-Maria mas durante apenas 15 min. depois de começar a ferver, porque eu fiz apenas 2/3 da receita, mas fazendo tudo mais 5 minutos são suficientes.

Deixe arrefecer na forma e desenforme depois, com vinho do porto fica mais escuro, com o Moscatel fica mais clarinho, mas igualmente bom.
Quem me quer seguir no facebook :)

segunda-feira, 13 de fevereiro de 2017

Arroz Bom Sucesso - Orivárzea

Quem conhece este arroz?

Bom Sucesso já era o arroz que eu consumia cá em casa, desde que o experimentei pela primeira vez que fiquei fã, por principio prefiro produtos portugueses.

Agora com esta parceria com o blog, vou ter a possibilidade de experimentar variedades que desconhecia por completo, pela rotina instituída e correria do dia a dia, por vezes nem temos disponibilidade para experimentar coisas novas e utilizamos sempre as mesmas, já estão na lista de compras...

Este arroz é comercializado pela Orivárzea um grupo de produtores da zona da lezíria ribatejana que se juntaram para comercializar um arroz de excelência com qualidades únicas e fazê-lo chegar ao consumidor a um preço justo.


O arroz comercializado pela Orzivárzea é inteiramente produzido pelos seus associados na lezíria alentejana, não compra arroz a outros produtores.

As variedades que vieram no meu cabaz foram

Arroz Carolino, Agulha, Risotto, Sushi, Aromático, Integral e Baby rice


Muito obrigada á Orivárzea por esta oferta e pela confiança que depositaram em mim.
Logo vão sair aqui as melhores sugestões para cada variedade :)

domingo, 12 de fevereiro de 2017

Quermesse restaurante

Quem conhece este restaurante?

Bem no coração de Lisboa, fica situado na zona da Glória, bem perto do famoso elevador com o mesmo nome e a dois passos da avenida da Liberdade e da praça dos Restauradores.



Restaurante, Galeria d`Arte e uma mercearia á antiga, numa mistura invulgar, mas muito bem conseguida, a decoração muito original e de bom gosto, onde o antigo e o moderno se encontram numa sintonia perfeita.




Ambiente muito acolhedor e relaxante o atendimento personalizado muito bom, num ambiente descontraído.


A comida excelente na relação preço qualidade, sendo que na ementa encontramos uma mistura de sabores mediterrânicos, dos pratos tipicamente portugueses até á boa comida italiana conseguimos encontrar misturas exóticas, na lasanha de bacalhau e no risotto de pato por exemplo, as sobremesas deliciosas completam a refeição.


A quantidade é á boa maneira portuguesa bem avantajada, ainda que a apresentação seja muito cuidada e com um toque gourmet



A Quermesse loja dividida em vários espaços e recantos vende produtos nacionais desde azeites, sal, sabonetes, patês e conservas, tudo arrumado em armários antigos, numa recriação das antigas mercearias em que a taberna estava junto, neste caso uma sala de chá, onde se podem comer bolinhos,scones e beber um chá ou mesmo petiscar algo mais.


Recomendo vivamente este espaço, para quem quiser saber mais é só passar por lá, entretanto podem ver as suas páginas  Quermesse restaurante Quermesse loja quermesse D`Artes .

As fotografias não são minhas, mas do meu amigo António um dos sócios, que tão gentilmente me cedeu, porque quando fui não levei a minha máquina e queria por aqui fotografias com qualidade, as minhas de telemóvel não fariam justiça ao espaço e comida.

domingo, 5 de fevereiro de 2017

Parque nacional de Monfrague estremadura

Há lugares que valem uma pequena visita e este parque é um desses sítios, principalmente para os amantes da natureza, de boas caminhadas.

Parque nacional de Monfrague é um dos muitos parque naturais de Espanha e está localizado na província de Cáceres, na estremadura bem pertinho de Portugal e com muitas coisas interessantes para ver por perto, para quem gosta de natureza e observar aves, penso que é um lugar único na Europa.

O parque de mata mediterrânica é atravessado por 2 rios o Tejo e o Tiétar, onde podemos encontrar muitas espécies de aves de rapina, alojados nas escarpas que se debruçam sobre os rios.

Encontramos por lá enormes Abutres, Grifos, Águias.....

Grutas e pinturas Rupestres, vegetação e árvores muito semelhantes á nossa....

O parque tem várias rotas assinaladas com o respectivo grau de dificuldade definidos por cores sempre com alternativas para chegar aos sítios. As cores vão do verde ao vermelho ou seja do mais fácil para o mais difícil. E aí vamos nós pelo itinerário Rojo :) o mais difícil :)

Para poder usufruir do parque é necessário passear muito a pé subir e descer as suas encostas, chegar ao topo do castelo para usufruir de uma panorâmica única, passar tempo sentado a ouvir a natureza, tudo muito bem assinalado e identificado.

E de repente sem dar por isso sai do meio de uma rocha onde não tinhamos visto um buraco, um enorme abutre ou podemos até esperar que as águias que estavam a namorar na rocha levantem voo e nos passem bem por cima...

Animais há muitos descritos nos painéis de informação, mas para meu descanso os únicos que vimos e se aproximaram de nós foram mesmo uns pardalitos coloridos e cavalos acompanhados dos seus donos, os outros deviam estar escondidos, porque encontrámos muitos caminhantes pelos caminhos que percorremos que os devem manter afastados.


Para ficar a hospedado temos várias possibilidades de turismo rural, bons "Paradores" ou simples hotéis, nas cidades vizinhas de Plasencia, Cáceres ou outras.
Para reservar costumo utilizar o Booking, um site de confiança, onde na maioria das vezes nem é necessário pagar adiantado, paga-se no local na chegada.

Para chegar podemos contar com cerca de 5h, porque são a partir de Coimbra 340km no itinerário melhor.

quarta-feira, 1 de fevereiro de 2017

Filhoses de Flor Fracassadas

Quem conhece Filhoses de Flor?

Eu nunca tinha feito e nunca tinha comido.

Mas este ano tinha decidido experimentar fazer as ditas filhoses de flor, procurei as formas e como sou de ideias fixas e tinha que ser naquele exacto fim de semana que tinha que experimentar.
Onde encontrei as formas foi em lojas de artigos para casa no shopping, porque as tradicionais só se vendem nas casas de ferragens e estavam fechadas e como não podia esperar mais uns diazinhos........

Comprei estas da marca Tescoma que foi as que encontrei á venda e fiz a receita que vinha na embalagem das formas.

Fracasso total e eu desde o inicio gosto de partilhar aqui tudo, o que corre bem e o que corre menos bem, para que outras pessoas não cometam os mesmo erros.

1 ovo
125 ml de leite
90 gr de farinha
16 gr de açúcar granulado
3 gr de sal
9 ml de óleo vegetal

Misturar todos os ingredientes muito bem de modo a formar uma massa suave.

Fritar e polvilhar com açúcar em pó, baunilhado ou com canela.

Para fritar dizem as instruções que se deve mergulhar as formas durante um minuto em óleo quente, retirar escorrer e mergulhar rapidamente na massa sem que esta passe para cima da forma, porque se assim for ela não irá descolar, mergulhar então no óleo quente abanar e a massa descola-se.

É o que dizem as instruções e é assim que dizem que funcionam as outras formas que se compram nas casas de ferragens, com estas cá em casa não aconteceu nada disso!!!!

Gastei 1 litro de óleo, fiz duas receitas da massa e depois de mil e uma tentativas, consegui fazer um prato de florinhas queimadas e super empapadas em óleo, mas nenhuma se descolou naturalmente como era suposto, as que consegui descolar foi com a ajuda de um garfo e para além disso apenas na forma de flor mais larga, porque nas outras com mais pormenores e reentrâncias é para esquecer, aliás a massa queima agarrada á forma e depois nem de raspadeira sai, tive que as meter de molho e deixar assim algum tempo para depois as limpar com um palito entre as reentrâncias.....

A casa ficou a cheirar a óleo queimado quase uma semana, nem velas, nem incenso nem laranja com cravinho a queimar resolveram....

Escrevi a contar o sucedido á marca e até foram atenciosos, mas nada a fazer....
As formas não tem defeito?!?!, o problema é seu.....como tal não há resolução possível, é ficar com o prejuízo de 16 euros e pronto..... mas ainda assim enviaram-me um vale de 10% de desconto nas lojas deles ou aderentes mas para gastar em 10 dias, nem me preocupei em imprimir.....