domingo, 27 de setembro de 2015

México o paraíso dos Maias

Morre lentamente quem não viaja,
Quem não lê,
Quem não ouve musica,
Quem não acha graça a si mesmo,
Pablo Neruda

Viajar é umas das melhores coisa do mundo, é das poucas coisas em que nós gastamos dinheiro e ainda assim nos deixa mais ricos.

Este ano o destino escolhido para viagem foi o México,era um destino há muito tempo pensado.
Por causa do meu filho, optámos por fazer uma viagem diferente, em vez de conhecer o México mais profundo e outras regiões, ficámos só pela região do Yucatán - riviera maya, conhecendo menos da cultura mexicana, mas aproveitando mais outras coisas.

As praias maravilhosas do caribe, nós já tínhamos estado por lá outras vezes, mas o pequeno não e estava com vontade de ver a reacção dele á água quentinha, os hotéis com montes de piscinas que ele adora e outras actividades sempre á disposição.

O hotel escolhido foi um da cadeia Baía Príncipe, uma cadeia com muito boas referencias nos sites da especialidade e quando se vai para ficar muito tempo no hotel, convém que seja bom e este não desiludiu.
A reserva foi feita pela minha agência do costume, não me atreveria a marcar por minha conta uma viagem destas.

Os quartos excelentes, a comida variada e de excelente qualidade, restaurantes temáticos muito bons e o staff excelente, pessoas simples e de uma simpatia comovente, o "..con mucho gusto..." depois de nós agradecermos é único.

Jardins impecávelmente tratados

Montes de áreas de repouso pena não haver tempo para isso :)



Uma das duzias de piscinas presentes no complexo
Já sou um pré adolescente, mas adoro uma brincadeirinha :)

O religioso bem ao lado do profano no centro comercial existente dentro do complexo


De dia ou de noite há sempre onde comprar uma quinquilhariazinha :)

A sobremesa preferida do meu gulosinho que todos os dias escolhia um cestinho diferente e num pratinho dos scouts (clube de crianças existente no complexo mas scouts =escuteiros - ele escuteiro:)
Ah um pormenor a restante louça do complexo é da Vista Alegre :)


Meios de transporte entre o lobby dos hoteis-praia-centro comercial-.... sempre a girar


Tirar fotografia? aqui?! ou ali? :)


A praia  deste hotel não se pode dizer que é fantástica, mas a água transparente e quentinha como só nas caraíbas e sítios tropicais podemos encontrar compensa tudo, por muito quente que se imagine esta água nunca conseguimos imaginar bem, só mergulhando lá :)
Areia branquinha e tão fininha que parece farinha :)

Snorkel lá vamos nós

Ou será melhor ficar já aqui?


Ou aqui?



Ou aqui?



Tanta escolha mas o melhor é mergulhar :)



Quem não gosta de areia também pode ficar na relva, porque a água espreita já ali


Passeios não podiam faltar

Uma igreja algures no meio do estado do Yukatán, onde se situam as ruínas que visitámos


Folklore Maia algures no yukatán, para alegrar o almoço dos turistas em transito nas excursões



As ruinas de Ek Balam não são as mais conhecidas, porque há pouco tempo foram postas a visitas ao publico, mas são únicas pelas esculturas que tem em excelente estado de conservação.

A porta de entrada no templo


Quem se habilita a subir?....


A vista lá de cima é vertiginosa :)


E descer.... o fim do mundo :)




Os cenotes, rios subterrâneos com uma cor de água quase impossível de imaginar aquela profundidade e o fresquinho da água delicioso, para quem vem de passeios sob um sol abrasador de 40º e uma humidade de 95º




A cereja no topo do bolo a grande pirâmide de Chichen Itza para quem gosta de história ou para quem não aprecia muito, é um sitio mágico, onde nos sentimos em paz ainda que as multidões sejam enormes, ver aquelas construções gigantescas e imaginar o quão sábios foram os povos que as construíram vale muito a pena.


E estes guardiões dos templos, aparecem em todo lado e não é só nos templos, também guardam as cadeiras nas piscinas para quem chega tarde há sempre uma cadeira livre :)


E a simpatia de que falei um sorriso sempre nos lábios um povo lindo estes Maias que de pequenino só têm o tamanho, a altura média é a do meu filho mas o coração é grande.

A grande amiga do meu Mi que no fim até lhe deu um presente para que ele não se esquecesse dela :)


Fotografias foram quase 2000, mas escolher estas foi difícil e demorado, espero que tenha conseguido mostrar um pouco desse país maravilhoso, onde o único senão é a distancia :)

Para reservar penso que não conseguiremos encontrar preços melhores do que os famosos pacotes de agência, mas quem quiser fazer por conta própria poderá reservar este hotel no Booking 

2 comentários:

  1. Que fotografias maravilhosas! Adoro viajar através de fotos, ver o mundo pelos olhos, neste caso pela lente, de outra pessoa é fantástico! Beijinhos

    ResponderEliminar

Não passe sem deixar um miminho :)