sábado, 29 de julho de 2017

Bolo de gomas

Este bolo de gomas fiz já há algum tempo para uma festa de aniversário do meu filho, resolvi postar agora, porque há sempre muitas pessoas a perguntar-me como se faz, este foi mais um que fiz, mas não cheguei a meter na altura, porque já tinha outro no blog e são muito parecidos.

A maneira como eu fiz é simples e podemos fazer do tamanho que quisermos e do formato que quisermos, faz sempre as delicias dos pequenos, que normalmente adoram gomas, é o que comem primeiro nas festas e assim em bolo desperta mais interesse ainda do que as gomas nos pacotes ou em taças.
Os que eu fiz foram sempre um sucesso, a garotada entrava em delírio :) e é sempre bom vê-los assim animados.


Eu monto o bolo desejado com esferovite forrada de papel de alumínio e depois é só cobrir com as gomas a gosto das cores e sabores preferidos, podem-se segurar com palitos e há a vender uns de plástico muito giros, mas nem precisa fixar com nada, porque eles pegam ao alumínio.


Esta semana encontrei no Pingo doce uns bolos feitos por eles também muito engraçados e em que o esquema é diferente, a base não tem nada de suporte, apenas marshmallow`s de pé encostados a formar o bolo e seguros com uma fita em volta, por cima as gomas diferentes dispostas a gosto e já está, mais simples ainda.

Comprei um para o meu filho levar para o almoço partilhado na semana que passou num campo de férias e ele pediu tanto que acabei por comprar, porque se comprasse as gomas para ser eu a fazer não ficaria muito mais barato, e este já vinha embalado em papel celofane para ir melhor acondicionado....


Uma maneira diferente e divertida de apresentar as gomas numa festa 

quarta-feira, 26 de julho de 2017

Panquecas.... só que não

Vejo por vezes receitas por aí nos blogs que fico com a sensação de que as pessoas nem as testaram sequer, fotografaram uma coisa qualquer e toca a postar para encher, não sei se para terem muitas publicações e "clikes".....

Estas panquecas foi uma dessas, quando li a receita achei logo estranho liquido demais para tão pouco sólido.... mas vamos lá experimentar o blog tem 61000 e tal seguidores, devem ser mesmo boas....

e a receita ainda tem a recomendação de que é proibido copiar.....


Então com 2 ovos (Ah! e eu só meti um), uma banana e uma colher de sopa de farinha de amêndoa.
Tudo no robot de cozinha e vel.5 até ficar uma massa bem homogénea e sai uma massa completamente liquida e para panquecas, achei um pouco estranho até porque a massa estatelou-se na frigideira e antes que conseguisse virá-las já estavam meio queimadas,demasiado moles para conseguir virá-las.... depois da primeira, ainda lhe juntei uma colher de sopa de polvilho doce e ficou ligeiramente menos liquida, mas o resultado foram umas mini panquecas moles todas tortas e completamente húmidas e grudentas, nada fofas como as que apareciam na fotografia

mas ok.... 
são dietéticas, sem açúcar e sem gluten, e só para mim porque o papa panquecas minor cheirou e não quis, muito menos polvilhadas com canela, como mandava a receitinha, o quadrado de chocolate no meio não lhe meti, porque achei desperdício demais.

Deixo umas fotografias das que se conseguiram salvar com aparência passível de aparecer ao público.




terça-feira, 25 de julho de 2017

Onde comer em Cracóvia, pequenas sugestões

Eu sei que já passou algum tempo desde a minha viagem a Cracóvia, mas faltou fazer esta parte que também é importante e como se trata de comidinhas e tem a ver com a outra parte do blog deixei para o fim.

A cidade tem muitos restaurantes, explanadas lindas, uma tentação para os olhos para quem como nós gosta de experimentar a comida típica dos sítios por onde andamos, não somos adeptos de fast food nem cá em portugal, não vamos ser fora.

Há um passeio gastronómico muito interessante mas que nós não fizemos, porque só soube depois de vir e podem ver aqui»»» Tour de comida polaca tradicional


segunda-feira, 24 de julho de 2017

Arroz de polvo

Quem gosta de arroz de polvo?

Eu adoro, sou mesmo fã do género, arroz com molho/caldo, de polvo é um dos meus favoritos.

Receita, a do costume, nada de extraordinário, apenas o arroz é diferente, fiz com o Baby rice  Bom Sucesso, se é bom para bebés também é bom para nós concerteza, um arroz produzido sem químicos tal como a natureza o dá, isento de bactérias, próprio para a alimentação dos bebés e como cá em casa cada vez mais me preocupo com a qualidade dos alimentos que comemos, acho este arroz uma excelente opção.