domingo, 24 de setembro de 2017

Bolo de água, azul do porto.....

Este bolo já vem com algum atraso, como tudo aqui no blog ultimamente, mas ainda a tempo :)

Aniversário, medalha de prata na canoagem, e ainda bolo azul do porto e do Clube de canoagem.....muita emoção para um dia só para o meu Migelito.


O meu gulosinho, para o seu aniversário quer sempre  a pasta de açúcar no bolo, fui eu que introduzi a ideia, há uns anos atrás, ele agarrou-a e agora não há quem lhe faça mudar de ideia, não é coisa que eu aprecie e nem ninguém cá de casa, entenda-se os convidados habituais, mas como ele adora e o bolo é dele eu faço-lhe a vontade e pior ainda, por muito que me custe (não me custa nada :)) faço-lhe o bolo sempre azul do porto!!!! coisa que também não aprecio muito, nem o porto e nem futebol.... mas o que uma mão não faz pelo seu filhinho.....

Este ano o tema para ser diferente foi o porto e a canoagem, e só por acaso a cor do clube dele também é azul...

Decoração simples, porque nunca fiz nenhum curso destas coisas do cake design, tudo que faço é mesmo autodidata, ele pede, eu avalio as possibilidades e faço ao meu gosto, este ano queria que fizesse um boneco para por dentro da canoa... bom isso já não me atrevi, até seria capaz, mas estas decorações demoram bastante tempo e para além disso as pastas são caras e teria que comprar mais algumas cores.

O interior do bolo ao contrário da decoração para ele tem que ser o mais simples possível, não gosta de frutos secos, nem de frutos frescos misturados no bolo, por isso opto quase sempre pelos mesmos e este já está por aí no blog em vários sítios, sai sempre bem e resulta um bolo enorme, o que é bom para festas.


7 ovos
1 caneca de água
3 canecas de açúcar (mal cheias)
3 canecas de farinha (bem cheias)
Raspa de limão
Fermento.

Recheio :
Creme de chocolate usei um pudim instantâneo, nunca tinha usado, mas para mais rápido experimentei e gostámos.

Cobertura:
Pasta de açúcar Azul escuro 1kg
pasta de açúcar branca 250 gr



Bater em primeiro as gemas sozinhas e em seguida juntar a água e bater bem (faz muita espuma).

Juntar o açúcar e continuar a bater, neste bolo a massa não dobra, ela triplica de volume, o que acontece logo quando se junta a água, com a junção do açúcar só fica mais densa.

Por ultimo juntar a farinha peneirada com o fermento  e a raspa de um limão e envolver com cuidado.

Bater as claras em castelo bem firme, eu bati no meu robot de cozinha, ficam mais duras e firmes. Envolver com cuidado no preparado anterior e verter numa forma bem grande, untada e polvilhada de farinha.

Levar ao forno a 200º durante 35 min e verificar com um palito.


Só depois de frio se pode cobrir com a pasta de açúcar ou ela fica mole e derrete.


Para trabalhar a massa, primeiro tem que se amassar bem nas mãos, porque ela vem dura e deve ficar maleável e elástica, esticar bem com as mãos sem quebrar.
Quando atingir este ponto, polvilhar uma banca lisa com farinha maizena e esticar com um rolo na espessura e tamanho desejado, depois com cuidado cobrir o bolo todo com a primeira camada a base.
A decoração é a gosto e segundo as habilidades da doceira, a minha, sem cortadores próprios e sem acessórios sofisticados saiu assim, com alguma imaginação e trabalho :)


A pasta comprei numa loja cá em Coimbra, onde costumo sempre comprar, a pasta tem uma textura que se estica e molda muito bem e porque o sabor até é aceitável, comparando com outras, esta tem um sabor suave a limão e não deixa tudo azul, língua lábios e tudo onde passa, não sei se é bom ou mau....


sexta-feira, 22 de setembro de 2017

10 anos é muito tempoooo

E já passaram 10 anos desde que iniciei este blog.

10 anos de pura diversão, boa disposição, comidinhas boas, viagens e outras coisas que eu gosto, amizades criadas e um grande enriquecimento pessoal, quer ao nível da gastronomia, quer a outros níveis.



Muito trabalho e tempo investido, muitas horas de pesquisa e muitas fotografias tiradas, umas boas e outras menos boas, porque aqui tudo é amador, nada é trabalhado e nada encenado, muitas vezes é mesmo na mesa e com a comida cheia de vapor que a fotografia sai, se não saiu boa.... Oh que pena porque era mesmo esta que eu queria postar hoje.....


Mas a máquina está sempre a jeito e quantas vezes a comida na mesa a arrefecer à espera daquela fotografia, que tarda em sair e nem sempre sai... por vezes acontece...e quando o provador e ajudante oficial ainda quer a sua fotografia com o bolo e com os seus adereços..... também acontece... e quando os amigos dizem - já tiraste a fotografia :)

de pequenino em cima da cadeira a maior que eu :) sempre desejoso de ajudar :)


Fotografias não catalogadas Ah também acontece, aquele bolo maravilhoso que fotografei e não apontei o nome..... porque ficou esquecido numa pasta qualquer no meio das fotografias da visita aqui ou da festa acoli e a receita??


.... já era... este já não vai sair, estava bom mas não consigo inventar, ou sai o que fiz ou não sai, se há coisa que gosto é de respeitar as minhas leitoras, aquelas que gostaram da foto e da receita e vão experimentar e que me vão enviando mensagens a dizer que fizeram isto ou aquilo e que saiu muito bem, que gostaram, tudo que deixo aqui eu testei efectivamente e se algo não correu bem eu deixo a nota.


E aquele bolo lindo que vimos naquele site maravilhoso onde tudo sai bem e quando testamos.... nada resulta e quando vamos confirmar a receita tem um erro crasso que por excesso de confiança nem reparamos, já me aconteceu também :)

e aquelas tentativas frustradas para fazer macarons, que já vimos resultar em vários sites e nenhuma corre bem..... uma verdadeira pedra no sapato.... onde há um workshop de macaronsssss???


Fotografias todas minhas e sem filtros e sem tratamentos, não sou profissional, ainda que já fiz um curso de iniciação à fotografia, vou fazendo um pouco ao meu gosto e aprendendo sempre com persistência e paciência, tentando este ângulo e aquela perspectiva, mas a profundidade de campo nem sempre ajuda :)


Como tudo na vida este blog já teve altos e baixos, fases muito activas e outras menos, mas como é uma coisa que faço por gosto, consegui chegar aos 10 anos, sem grandes sobressaltos, porque também não tinha grandes objectivos.

Parcerias, fanpages e negócios também nunca foi o meu objectivo, tenho algumas boas e outras recusei, não tenho tempo para fazer o que gosto, muito menos para publicitar coisas que não uso e nem me interessa usar..... por isso durante muitos anos resisti a criar a página de facebook, associada à minha conta, criei este ano e se soubesse o que sei hoje não o teria feito :) a concorrência como em tudo é feroz e não é o meu mundo, não vivo para isso, o sucesso não é para quer quer, é para quem tem realmente valor, mas dá-me gozo ver algumas pessoas que lutam para ganhar o seu lugar ao sol, atropelar uns por aqui e outros por acoli, já vi por aí blogs com um ar muito importante, copiar as minhas receitas e páginas sem vergonha até as minhas fotografias roubam sem avisar!!!! mas não é de coisas negativas que gosto de tratar aqui, nunca o fiz e nem farei, não gosto não é o meu estilo, gosto de ver o copo sempre meio cheio, de me entusiasmar com as coisas, mesmo pequeninas que sejam.

Destes 10 anos neste mundo das bloguices, guardo com carinho as amigas que fiz e com as quais mantenho os meus contactos e sempre que preciso de ajuda em alguma coisa lá estão elas sempre disponíveis.

A Gina do Nacozinha sempre presente e gentil é dona de um blog com o qual me identifico muito, o gosto pela cozinha, as flores e as viagens, que ela tão bem trata, amigas de longa data, só falta um encontro para um chá :) cá ou lá do outro lado do atlântico.
A Cláudia, do Sabor saudade um blog que acompanho desde o inicio e com quem aprendi muitas coisas entre elas que clafoutis é de cereja :) com outras frutas é Flagonard :)....., dedicada agora a outros afazeres, vai actualizando de vez em quando, vou lá espreitar de vez em quando procurar novidades :)
A Luísa  Alexandra,  sempre disponível, ainda que tenha "milhões" de seguidores tem sempre um tempinho para ajudar, blog atualizadíssimo com receitinhas simples e práticas para o dia a dia e ainda onde encontramos muitas dicas de arrumação e novos produtos de limpeza,
A Neyma do Vómindoca que tão bem me recebeu no Rio de Janeiro quando fui aí de viagem, um encontro muito bonito e contra aqueles que me disseram -um encontro com estranhos no brasil, olha lá se te raptam e te vendem para transplante ahahahaha e eu fui.... e voltei direitinha e ainda carregada de presentes :).
A Márcia Patrício do os temperos da Argas, blog atualizadissimo, sempre com receitinhas saudáveis, e saborosas.
a Sandrine do As várias faces da Ginja um blog mais novinho sempre atualizado com umas receitinhas muito boas e umas fotografias espectaculares e uma dona que é um doce.
A Elisabete do Cozinha sem segredos, sempre atenta aos meus posts e sempre com um comentário amigo ainda que eu raramente retribua esses comentários (por falta de tempo amiga)
O Ratatui dos pobres da xana, 
O Cozinha das cores da Isabel que entretanto mudou de casa e penso que de nome também :)
O tertulia de sabores da minha amiga Moira entenda-se manuela :)
O doce tentação da Liliana
As receitas saborosas da  amiga Marlene
Outros aos quais perdi o rasto, mas que animaram a blogosfera no inicio destes 10 anos, Canela moida, petiskaky, Cházinho de canela, a tasca da cenourita, a belinha gulosa,  ....... e sei lá, provavelmente estou a esquecer alguém, mas não é por mal, são muitos anos nisto :) lembrem-me.....

Sem falar das minha amigas e seguidoras que não têm blog, mas eu sei que estão sempre lá à espera de mais uma receitinha, ou um cantinho que vou descobrindo, aquelas que me dão alento para continuar, com os comentários, mensagens privadas ou mesmo um recadinho por facebook, experimentei o bolo, o doce, as que me perguntam por receitinhas para isto ou aquilo :)

Histórias, memórias e muita diversão, são o que me leva a continuar nesta vida de blogger, sim com 10 anos nisto posso me intitular de Blogger :)

Um pouco de estatística
Mensagens publicadas---------------------------------------- 818
Histórico de visualização de páginas ----------------1 638 671
Visualização de página no ultimo mês ------------------16 418
Receita com mais visualizações, torta de bacalhau ----42 933
Seguida do pão de ló fofinho com------------------------31 148
Numero de seguidores no blog--------------------------------547
Seguidores de facebook(página com 8?meses)-----------1 205

Depois de portugal o país que mais visita o blog é os EUA e logo seguido do Brasil

Muito obrigada a todos por terem paciência para me aturarem por aqui e continuarem a vir cá espreitar.
Um Obrigada muito especial ao maridão e ao filhinho pelo excesso de paciência com estas minhas bloguices :) é para eles em especial que cozinho todos os dias e para as pessoas que gosto mais, aquelas que são normalmente convidadas para minha casa, família e amigos.
Um obrigada ás amigas especiais que me incentivam e metem para cima, elas sabem quem são.

sexta-feira, 8 de setembro de 2017

Beringela recheada com atum

Quem gosta de beringela recheada?

Eu já tinha feito com carne picada e não apreciei muito, penso que nem deixei aqui a receita, esta com atum foi a minha mãe que descobriu a receita, experimentou e como gostaram tanto lá em casa, resolvi fazer para experimentar.

Fica muito bom, muito melhor do que qualquer expectativa.


1 beringela grande
2 latas de atum.
1 cebola pequena.
2 dentes de alho.
1 tomate bem maduro.
Queijo ralado a gosto.
Sal e oregãos a gosto.

Cortar a beringela no sentido longitudinal e retirar com cuidado a polpa para não rasgar a pele, deixando uma espessura que dê para rechear. 
Eu retirei com um utensílio de fazer bolinhas, ou uma colher pequena também serve.

Por o forno a aquecer a 200º e enquanto aquece, aproveitar para meter a casca da beringela dentro, para cozer um pouco, enquanto se faz o recheio (apenas para maior rapidez).

Picar a cebola, alho e refogar em azeite, juntar a polpa da beringela e o tomate  quando estiverem os legumes quase cozidos, juntar o atum escorrido, envolver e deixar cozinhar mais um pouco até quase secar o molho.

Encher as metades da beringela e levar ao forno durante 20 min mais ou menos e quase no fim polvilhar com queijo ralado, mozzarela ou mistura de queijos a gosto e polvilhar com oregãos.


Servir acompanhada de arroz, ou assim só simples que foi o meu caso.

sábado, 2 de setembro de 2017

Doce de courgette aromatizado com limão e canela

Fim de férias, a escola à porta, época de retomar as actividades rotineiras.

Fazer doces não é rotina, mas um prazer para mim, adoro fazer doces, tenho pena de ninguém comer muito cá em casa, por isso faço poucos.
Doce de courgette nunca tinha feito, mas já há algum tempo que andava com vontade de experimentar.
Este ano como tivemos uma grande produção, na nossa quinta e ainda me ofereceram algumas e já congelei para a sopinha do ano inteiro, resolvi fazer um pouco de doce.

Mas..... com pouco açúcar como manda a tradição cá em casa


2 kg de courgette
700 Gr de açúcar
Casca de 1 limão
2 paus de canela

Descascar as courgettes e estas como eram já grandes demais, retirei toda a polpa e sementes.
Partir em cubinhos e meter no tacho, por cima colocar o açúcar, a casca do limão e os paus de canela e deixar macerar por 15 ou 20 minutos, para o açúcar derreter.

Levar ao lume brando até atingir ponto (quando se deixa cair doce da colher forma uma bolinha leve).

No robot de cozinha, pulverizar primeiro a casca do limão 10seg vel.5
meter os cubos da courgette no copo, junto com o açúcar e o pau de canela e programar 30min. 100º vel.2 quando atingir a temperatura, substituir o copo medida pelo cesto, e no final do tempo verificar a consistência do doce, se estiver muito liquida, por mais 10min. 120ºvel2 a gosto.


Meter em frascos com tampa de metal, com o doce ainda a ferver e apertar bem a tampa, não precisa inverter os frascos porque o doce conserva-se na perfeição, ao arrefecer forma-se vácuo e não havendo ar não há "bichos", é assim que conservo os meus e aguentam-se anos se for preciso....

segunda-feira, 21 de agosto de 2017

Água aromatizada

Para quem não gosta muito de beber água, assim aromatizada e sempre uma boa ideia.

Fáceis de fazer, depois é só guardar em recipiente garrafa ou jarra no frigorífico, porque não se conservam muito, os frutos oxidam e fica com um sabor estranho, mas no frigorífico conseguimos guardar algumas horas.


Podíamos comprar umas que agora se vulgarizaram, muitas marcas têm.... mas não era a mesma coisa.


Eu cá em casa costumo fazer com frutos vermelhos que tenho sempre no congelados, 1 colher de sopa é suficiente para 1 a 2 litros, com umas gotas de limão e umas folhas de hortelã, fica deliciosa e sem açúcar ou com uma pitada de açúcar mascavado, mas o normal é mesmo sem.

quarta-feira, 16 de agosto de 2017

Navegando por águas calmas, entre o Guadiana e a paisagem alentejana

E porque a época é de férias, quem ainda vai a tempo de fazer este passeio :)

Um Cruzeiro no Guadiana que fiz no ano passado, mas na altura não tive oportunidade de deixar aqui a experiência, mas vai sempre a tempo.
Pois para quem pensa que só o Douro tem cruzeiros de rio no nosso país, está enganado, no Guadina também se fazem uns passeios muito interessantes e divertidos.


Eu fui pela empresa Riosultravel e gostei muito, uma equipa de animação espectacular, os mesmo fazem tudo, são marinheiros, guias turísticos, cozinheiros e até músicos e cantores, uma animação :)


Gostei de fazer este passeio, pela paisagem que se percorre e pelo dia muito bem passado, mas gostei também de ver que por cá se fazem passeios de qualidade para estrangeiros onde mostramos o que é nosso, os nossos costumes, gastronomia e musica.




O barco sai de Vila Real de Santo António e termina em Odeleite.




"De Vila Real de Santo António rio a cima entre Portugal e Espanha, desfrute da beleza natural do Guadiana e suas aldeias ribeirinhas. Desembarque na Foz de Odeleite para um passeio a pé pela aldeia (opcional) e visita à queijaria da Ti Rita. Chegada à "Quinta do Rio" local de beleza ímpar, com vista sobre o rio e aldeia, onde após um banho refrescante, é servido um delicioso churrasco, acompanhado com produtos naturais da região e ervas aromáticas, regado com vinho tinto e branco regional. A música ao vivo acaba por criar um ambiente animado e alegre. A viagem de regresso rio abaixo, é relaxante no terraço superior, ou refrescante no salão bar."






Nós fizemos o passeio na aldeia e provámos os queijinhos na queijaria da ti Rita, gostei de ouvir as explicações dadas aos turistas pelo nosso guia, que neste caso são na sua maioria estrangeiros, gostei de fazer parte deste grupo e gostei de ser "turista" cá dentro, já tinha tido esta oportunidade noutra situação e acho engraçado ver o nosso portugal pelos olhos de pessoas de outras nacionalidades, a perseguição que lhes fazem para lhes venderem toalhas e tudo mais com o nosso símbolo nacional, nem que seja made in china :D (não foi o caso deste passeio) mas a nós enquanto turistas noutros países fazem-nos o mesmo.


 Quem visita a aldeia deixa aqui o barco e segue a pé


Mãe posso ir já para piscina com os marinheiros 






e no meio da tradição nada como uns candeeiros modernos :)


E as vistas da aldeia...... quem mora aqui concerteza só terá stress de não ter stress :)




Depois de percorrer a aldeia e seguir a pé para a quinta onde seria servido o almoço, sob o calor algarvio de verão, nada melhor que refrescar na sua piscina, enquanto a equipa nos tratava do almoço. 








O restaurante da quinta decorado a rigor







Um pormenor que faz toda a diferença e do qual eu gostei muito foi a animação a seguir ao almoço, em particular as musicas que cantaram, tipicamente portuguesas a até algumas de cariz politico e histórico, sendo isso referido, aquilo que deveria ser feito em todos os locais turísticos.
Acho deprimente o que fazem em muitos restaurantes ou bares e no Algarve em particular, são mestres nisso, ter musica ao vivo, inglesa ou americana!!!! eu detestaria ir ao Egipto ou ao Brasil ouvir fados!!!! cada coisa no seu sitio e a Riosul está de parabéns nisso 5***









Este senhor não faço ideia o que terá a ver com o algarve...

A empresa tem outros passeios e um que tinha pensado fazer este ano, mas acabei por não fazer, que é a Rota dos Mouros, que combina o Jeep safari na subida até à Quinta do Rio com a descida em barco, deve ser ainda mais interessante.


E foi um dia muito bem passado.