segunda-feira, 21 de maio de 2018

Pão de alfarroba, sem amassar

Este pão é mais uma versão do famoso pão sem amassar, simples de fazer e fica excelente.

À farinha normal, juntei um pouco de alfarroba que lhe confere esta cor e um sabor um pouco diferente e muito bom.

Fiz vários pães mais pequenos para congelar, mas a verdade é que quase não congelava nada, voaram.


domingo, 20 de maio de 2018

Aldeias Avieiras

De vez em quando gosto de sair de carro pelo nosso Portugal, à descoberta de novos sítios, num destes passeios fomos até as Aldeias avieiras, no Tejo, as que visitámos ficam perto de Santarém.

Uma coisa que me intrigava era o nome, se por um lado Avieiras me fazia lembrar aves, por outro lado o que constava nas fotografias e nas reportagens que vi sobre o assunto, eram barcos, mas nunca olhei com grande atenção essas reportagens que diziam serem aldeias de pescadores.... então porquê avieiras....

sábado, 19 de maio de 2018

Sorvete de banana e morango

Estes gelado/sorvete by robot de cozinha são uma das boas invenções destas máquinas.

Foi a sobremesa que a demonstradora da minha fez e achei uma excelente ideia, excelente para aproveitar fruta e para uma sobremesa rápida.

Quem congela fruta? que eu saiba ninguém, porque depois de descongelar não se consegue comer pois fica mole e com um aspecto esquisito, mas assim para uma sobremesa fica óptimo.
Esta sugestão é do mais simples que se pode fazer, é mesmo um sorvete de fruta, mas pode-se incrementar com o que se quiser, ou até fazer só com banana.


quinta-feira, 17 de maio de 2018

Dentão no forno

Quem conhece o dentão?
Eu não conhecia, mas na minha procura de peixes de mar sem serem aqueles hipermegacaros, a senhora da peixaria recomendou-me este, não gosto muito de comprar coisas que não conheço, já uma vez me dei mal com um peixe assim, mas trouxe.

Foi para o forno rodeado de batatas e um rabo de red fish, porque me pareceu pequeno o dentão.

As fotografias não são especiais e nem é preciso receita, penso que toda a gente sabe fazer um peixe assado normal para o dia a dia, mas deixo apenas para dar a conhecer o peixe e porque muitas vezes precisamos mesmo é de uma sugestão do que fazer do que propriamente uma receita....


quarta-feira, 16 de maio de 2018

A Casa na Praia de Anita Shreve

Mais um livro e uma escritora.

Tenho alguns livros desta escritora e já li outros que me emprestaram, um estilo muito próprio, histórias arrebatadoras, quando se começa dificilmente se deixa, mas personagens nada casuais, histórias nada convencionais.
Não trata das típicas histórias cor de rosa, porque o fim nem sempre é rosa, por vezes é mesmo trágico.
O cenário são os estados unidos da america, uma escritora tipicamente americana.

Deixo um pouco da História deste para aguçar o apetite 👉👉 A Casa na Praia

Wook.pt - A Casa na Praia

SINOPSE e foto do site wook.
Quando casou, Sydney estava perdidamente apaixonada pelo marido Andrew, um piloto de aviões carismático e aventureiro. Mas o medo de o perder num acidente de aviação quase a leva à loucura, deixando-lhe apenas uma alternativa: o divórcio. 
Quando voltou a casar, Sydney acreditou que nada tinha a temer, afinal Daniel era um jovem e pacato médico. Mas o destino prega-lhe uma partida, e o seu segundo marido morre subitamente no hospital onde trabalha. 
Desencantada e sem rumo, a jovem viúva aceita um emprego de Verão na magnífica costa do New Hampshire. O que ela não podia imaginar era que o amor ainda lhe reservava grandes surpresas.

Nas minhas pesquisas no wook por esta escritora fiquei espantada com o preço dos livros, todos que eu tenho estão baratissimos, nem no sitio do costume fazem preços destes, apetece comprar os que já li e não tenho... só pelo preço.

Para além de A casa na praia sugiro:
Quem tiver curiosidade de saber o preço que estes livros têm no wook é só clicar nos títulos e vai ter uma agradável surpresa.
Para além dos mencionados em cima, gostei muito também do

domingo, 13 de maio de 2018

Copenhaga último porto do cruzeiro no Báltico.

7º dia Copenhaga, ultima escala deste cruzeiro, mas não a menos importante, uma cidade fantástica.

Mais uma vez o navio atracou longe do centro, mas como tínhamos visto que no caminho para lá teríamos já coisas para ver arriscamos outra vez ir a pé, também já estávamos treinados e sempre dá para contrabalançar com os exageros da noite em comida e bebida!!!!!