sábado, 29 de Março de 2014

Bolo de chocolate e café

Desde que os meus anticorpos resolveram se virar contra mim e me destruíram a tiróide que as coisas mudaram para mim.

Quem diria que a tiróide essa coisa pequena que nem quase sabemos que temos fazia tanta falta. pois é a falta dela vai-se notando de forma progressiva e as alterações que nem sabemos porque apareceram depressa nos deixam á beira de um ataque de nervos...
O sintoma que interessa para um blog de culinária é o aumento de peso....eu que nunca tive tendência para engordar podia comer de tudo, depressa se alterou e quando a endocrinologista me disse que podia aumentar 10kg sem nada fazer para isso, parei para pensar

E o primeiro que me ocorreu foi ter cuidado com a alimentação, coisa que todos devíamos ter, mas só quando os problemas aparecem nos lembramos.

Depois de algumas semanas em contenção de açúcares e gulodices o organismo pediu algo e era algo com muuuiiiiitas calorias, fui ao blog da Joaninha que sei tem lá umas gulodices fantásticas e encontrei o que procurava um bolo de chocolate daqueles com 70% de cacau, muita manteiga e café que eu adoro em bolos.

225 gr farinha com fermento
300 ml de café forte
50 ml de vinho do porto
150 gr de chocolate com 70%cacau
225 gr de manteiga
225 gr de açúcar
2 ovos
1 pitada de essência de baunilha
1 pitada de sal
Cacau em pó para polvilhar

Juntar o café com o vinho do porto, a manteiga e o chocolate levar a aquecer em banho-maria mexendo sempre para derreter o chocolate.

Retirar a mistura do banho e misturar o açúcar e bater bem, com cuidado, porque a mistura derretida fica liquida e vai salpicar tudo em volta.

Juntar a farinha com o sal e envolver batendo bem para não fazer grumos.
Juntar os ovos um a um e a essência de baunilha batendo, eu juntei açúcar baunilhado, porque não tinha a essência.

Deitar a massa para uma forma untada e polvilhada com cacau e levar a cozer em forno não muito quente durante 65 minutos. Eu cozi a 180 durante 45 minutos.

Deixar arrefecer na forma durante pelo menos 15 minutos e desenformar.

Fica um bolo muito denso e com um sabor muito acentuado, a mistura do chocolate, vinho do porto e café resulta num sabor delicioso até o meu filhinho que não gosta muito de muitas misturas e gosta mais de coisas mais simples adorou (não o viu fazer :-).

sábado, 15 de Março de 2014

Mil folhas

Este é um bolo que nunca me despertou grande interesse, nem fazer nem comer em pastelarias, porque não aprecio aquela carapaça de açúcar que leva em cima, mas o meu menino adoraaa, e entre ratinhos de chocolate e este mil folhas vai variando, sempre que tem oportunidade de comer em alguma pastelaria.

Ultimamente abriu-me o apetite para experimentar este, porque comecei a ver em revistas e na blogosfera o primeiro que vi já me abriu o apetite, o segundo  veio confirmar, pareceu-me relativamente fácil por isso nada como experimentar e tirar as dúvidas.

Este já está testado, ficam agora os ratinhos para a próxima..


1 placa de massa folhada rectangular

Creme de pasteleiro:
200gr  de leite
75gr de açúcar
Casca de limão

50 gr de leite
15 gr de farinha
15 gr de maizena
2 gemas de ovo

Glacé de açúcar:
200 gr de açúcar em pó
1 clara de ovo
Sumo de limão
1 colher de sopa de cacau em pó

Primeiro cortar a placa de massa folhada em três, do lado que fiquem mais largas e curtas.
Picar a massa toda com um garfo para não crescer muito muito, a minha mesmo assim cresceu.
Levar ao forno a cozer em cima de papel vegetal ou tapete de silicone em forno pré-aquecido a 190º durante mais ou menos 15 minutos ou até ficar douradinho a gosto.

Depois pulverizar os 200 gr de açúcar para a glace no robot de cozinha 30 seg vel 5-7-10, no meu robot de cozinha o açúcar não ficou perfeitamente em pó, para a próxima terei que fazer mais uns segundos ou fazer por duas vezes, porque com este tempo e velocidade ficaram a notar-se alguns gruminhos. 
Retirar para uma taça e reservar.

Em seguida fazer o creme de pasteleiro:

Pode-se fazer de modo tradicional, eu fiz no robot de cozinha.

Juntar numa taça as farinhas e as gemas com os 50 ml de leite e mexer bem até ficar homogéneo e sem grumos, reservar.

Meter o leite, açúcar e casca de limão no copo da máquina e programar 8 min. 90º vel. 2

Quando terminar o tempo, juntar a mistura das farinhas e gemas no copo da máquina e programar mais 7 min. 90º vel.4
Transferir para uma taça e cobrir com película aderente mesmo junto ao creme para não formar uma película dura e deixar arrefecer.

Entretanto e por ultimo preparar a glace:
Bater a clara em espuma, não em castelo e juntar aos poucos o açúcar, alternado com umas gotas de sumo de limão, batendo muito bem até ficar bem homogéneo, deste creme retiram-se duas colheres para uma tacinha e junta-se aí o cacau, eu usei 2 colheres de sopa chocolate em pó.

Por ultimo montar o mil folhas.

Por no fundo uma placa de massa folhada e cobrir com metade do creme de pasteleiro, colocar a segunda placa que deve ficar com a parte lisa para para cima e cobrir com o restante creme de pasteleiro, colocar a ultima placa que também deve ficar com a parte lisa para cima, para facilitar espalhar a glace e para que fique liso e direitinho.

Meter a glace de chocolate num saco de pasteleiro com bico fino, ou num cartucho de papel vegetal ou até pode ser um saco de plástico limpo ao qual se cortou um furinho num dos cantos e fazem as riscas horizontais no sentido do comprimento.

Depois com uma faca fazer riscos no sentido da largura, pousando a faca no sentido da largura e arrastando levemente, ora num sentido, ora noutro, alternando para dar o efeito pretendido e habitual nestes mil folhas.

A apreciação geral foi o delírio total, tanto pelo efeito visual, como no sabor, o único contra é que foi pequeno demais e o meu filhinho ia fazendo birra por só ter direito a uma fatia pequena....

Tenho que fazer outro rapidamente só para ele :-) mas o próximo será só cortado em dois, porque este ficou muito alto e estreito e não é muito prático para cortar as fatias, desfaz-se um pouco, principalmente as ultimas, a massa folhada escorrega no creme e desmancha-se.


domingo, 23 de Fevereiro de 2014

Bolo de limão

Bolinhos tipo pão de ló são os que reúnem mais fãs cá em casa, não posso fazer grandes e inovadoras experiências, porque os homens fazem cara feia...

Por isso vou variando nos sabores e estes com sabores cítricos de laranja ou limão também são muito bem aceites, esta é mais uma experiência entre outras parecidas, mas que resultou muito bem.

5 ovos
2 chávenas de açúcar
2 chávenas de farinha
1 chávena de leite
2 colheres de sopa de óleo
1 colher de café de fermento
Raspa de um limão
Sumo de meio limão.

Bater primeiro os ovos inteiros com o açúcar, depois juntar a casca de limão ralada.

Juntar o leite misturado com o óleo alternado com a farinha misturada com o fermento e continuar a bater.

Por ultimo juntar o sumo de limão e bater mais um pouco.

Vai a cozer em forma untada e polvilhada de farinha, em forno a 200º durante mais ou menos 30 min, depende do forno, convém aos 30 min verificar com um palito.

sábado, 15 de Fevereiro de 2014

Panquecas de buttermilk e mirtilos

Cá em casa panquecas são sempre muito bem vindas, eu antes de as provar gostava mais de crepes, agora já nem sei.
Só ainda não fiz como os americanos que tem sempre a mistura de sólidos pronta para quando apetece, mas lá chegaremos, porque para um lanchinho ou até para o pequeno almoço é muito bom.

Estas com buttermilk ficam muito fofinhas, já as fiz muitas vezes, os mirtilos foram novidade, mas gostei deram-lhe um toque diferente muito bom.

1 chávena de farinha
1 colher de sopa de açúcar
1 colher de chá de açúcar baunilhado
1/2 colher de sopa de fermento
1 chávena de leite
Sumo de meio limão
1 ovo
1 colher de sopa de manteiga
Juntar o limão com o leite e deixar durante 10 min em repouso para fazer o buttermilk, pode ser vinagre, mas eu faço com limão, parece-me mais adequado a coisas doces...

Juntar os sólidos todos todos numa taça, juntar aqui os líquidos e mexer muito bem.

Aquecer uma frigideira anti-aderente e passar um guardanapo untado com óleo, deitar colheradas de massa e quando começar a fazer bolhinhas virar com uma espátula.

Com doce, chocolate, açúcar e canela é ao gosto de cada um, simplesmente deliciosas.
Mais um rolinho mamã... podes fazer mais destes rolinhos, mas para mim sem as bolinhas :-)...