domingo, 3 de junho de 2018

Casa dos Patudos - Museu de Alpiarça

Visitei esta casa por indicação de um amigo, num dos meus passeios pelo nosso portugal, não sabia para o que ia e fiquei muito surpreendida pela positiva, não fazia ideia do património que ia encontrar.

Vamos encontrar esta casa em Alpiarça, perto de Santarém, foi a casa de José relvas, o homem que proclamou a republica da varanda da Câmara municipal de Lisboa em 5 de Outubro de 1910.
Casa que ele mandou construir no inicio do sec.XX com desenho do arquitecto Raúl Lino e que estava em avançado estado de degradação, foi reabilitada graças a fundos comunitários.
Hoje é uma referencia do património nacional.

Casa dos Patudos – Museu de Alpiarça
A Casa dos Patudos foi residência de José Relvas desde os finais do século XIX até 1929, data da sua morte. Político, diplomata, agricultor, colecionador de arte e músico amador.
A Casa dos Patudos foi inaugurada, como Museu, em 15 de maio de 1960.
Na Casa dos Patudos — Museu de Alpiarça, encontra-se uma rica e vasta coleção composta por pintura, escultura e artes decorativas.
Na pintura portuguesa destacam-se: Silva Porto, José Malhoa, Columbano Bordalo Pinheiro e Constantino Fernandes, além de notáveis artistas de escolas estrangeiras. Podem, ainda, ser apreciadas porcelanas de Sèvres e de Saxe, azulejaria, peças da Companhia das Índias, cerâmicas da Fábrica das Caldas da Rainha (Rafael Bordalo Pinheiro), Rato, Bica do Sapato e Vista Alegre (primitiva) e bronzes de Chapu, de Mercié e de Frémiet. Os Patudos assinalam uma nova linguagem de Arquitetura Concetual. Apropriada de referências nacionais, afirma-se com um certo despojamento decorativo exterior, mas esplendorosa e funcional nos seus espaços interiores, com um mobiliário, criado também por Raul Lino.

Contactos
Morada: Rua José Relvas, 2090-102 Alpiarça
Telefone: 243 558 321

Horário 
Terça a domingo
10h00 – 12h30 | 14h00 – 17h30
Informação retirada do site Associação casas Museu


Deixo alguma fotografias do exterior da casa, com pormenores muito interessantes.

Do interior apenas é permitido fotografar a zona da cozinha.





Durante a visita guiada, para além das explicações sobre as obras expostas, mobiliário e a casa em si, é-nos contada alguma história da vida do Sr. José Relvas e da morte dos seus filhos antes de tempo, motivo pelo qual ele deixa a casa em testamento à localidade de Alpiarça, com indicações sobre o destino da mesma.


Flores frescas em vários sítios da casa sempre.... uma das muitas indicações que foi deixada em testamento pelo Sr. José Relvas


Botas de protecção, (não...não não estou no serviço....) é mesmo para entrar na casa museu, para proteger o chão e tapeçarias, coisa que nunca tinha visto cá em portugal, o único sitio onde vi antes, foi no Palácio de Catarina em S. Petersburgo.


A única parte da casa onde é permitido fotografar é a cozinha....





















Para visitar a casa só com visita guiada, que demora mais de uma hora, pelo enorme número de quartos, salas e outras divisões que se visitam e pela enorme exposição de obras de arte, desde a pintura, passando pela escultura, cerâmica e tapeçaria.....
Uma visita a um preço simbólico.

Quem quiser visitar e passar uma ou mais noites na zona, existem vários hotéis e boas opções de turismo rural, mas existem alguns hotéis de charme a poucos km, na Golegã, Chamusca ou Coruche deixo algumas sugestões                                                                                                                                                       ver aqui 👉Booking 

Para deixar um like na minha página aqui Cininha

5 comentários:

  1. Adorava visitar essa casa, é muito linda :).
    Beijinhos
    Blog: Life of Cherry

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Cherry, vá que não se vai arrepender
      bjs

      Eliminar
    2. Olá Cherry, vá que não se arrepende, muito boa a casa, museu.... obras de arte em geral
      bjs

      Eliminar
  2. Segui a sugestão e visitei hoje... Foi uma visita fantástica.
    Obrigada pela sugestão.
    Beijinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Dilene
      Fico contente que gostou da visita, eu também gostei muito da casa, da visita guiada e de saber a história da vida do Sr Relvas.
      Um museu muito interessante.
      Beijinhos
      P.S.Há algum problema com os comentários, porque ficam numa pasta a aguardar moderação que não era habitual, por isso só vi agora :(

      Eliminar

Não passe sem deixar um miminho :)