Pão de Deus

 Já há algum tempo que andava com vontade de experimentar este pão de Deus

E como sempre que faço assim alguma coisa típica gosto sempre de ir investigar a origem.

A origem destes bolinhos está relacionada com o Dia de Todos os Santos e com a tradição que ainda se mantém em algumas regiões do país em que neste dia as crianças saem às ruas e pedem, de porta em portão, pelo ‘Pão-por-Deus’ ou pelo ‘bolinho’ recitando versos.
E o que recebiam, como ofertas? broas, pão, bolo, romãs e frutos secos, tremoços, amêndoas, etc.

Hoje em dia são mais gulodices, e uma moedinha.
Aqui na região de Coimbra cantam-se os bolinhos e bolinhós*


  • 2 ovos
  • 100 g de margarina
  • 20 g fermento de padeiro (meti só 10g)
  • 125 g açúcar
  • 350 g leite morno
  • 625 g farinha fina sem fermento
  • 2 colher de sopa rum ( opcional)
  • Raspa de meio limão
  • 1 pitada de sal
Cobertura
  • 100 g açúcar
  • 100 g coco ralado
  • 3 ovos

Preparação
No copo do robot limpo e seco coloque o fermento e 50gr de leite morno e programe 10 seg vel. 3.
Adicione 125gr de farinha e 2 ovos programe 2 min./espiga/amassar, consoante o robot. 
Retire e reserve , deixe levedar cerca de 15 minutos.

Sem lavar o copo coloque a restante farinha, junte a margarina amolecida, o açúcar programe 2min./espiga/amassar adicione o sal, o rum, a raspa do limão e a massa do preparado anterior já levedada, programe mais 2min./espiga/amassar. 
Programe novamente 2min./espiga/amassar e pelo bocal do copo do robot vai deitando o restante leite.

Retire a massa preparada para uma tigela e cobre a com pelicula aderente e deixe levedar até a massa duplicar.

Num tabuleiro com papel vegetal, polvilhado com farinha, faça bolas com cerca de 80gr cada bola e coloque no tabuleiro, deixe levedar novamente no tabuleiro.
Ligue o forno a 180ºc .

Para a cobertura:
No copo limpo e seco coloque o açúcar, o coco ralado e os ovos programe 3min. vel. 3. 
Coloque o creme por cima das bolas já levedas e vai ao forno cerca de 20 a 30 minutos.
Verificar com o palito e quando sair seco e os bolos estiverem douradinhos estão prontos.

Retire do forno e polvilhe com açúcar em pó, ficam mais bonitos.






Fofíssimos, deliciosos, a não fazer muitas vezes, porque são um pecado dos deuses, 
comem-se uns atrás de outros 💓😍😍😍

Nota: Eu como queria fazer pãezinhos mais pequenos, fiz uma bola pequena e pesei, tinha 40g e ainda assim, ficaram grandes suficientes, uns maiores do que os outros, porque a massa fica um pouco mole e pegajosa, para moldar as bolinhas, foi necessário ir polvilhando com farinha e polvilhando as mãos também para conseguir.


*Esta tradição ao logo dos anos foi sendo substituída pelo Halloween e em vez do saco de pano para recolher as ofertas agora as crianças andam com uma abóbora recortada ou na sua falta com uma caixa de sapatos recortada como se fosse a abóbora

E a lenga-lenga dos Bolinhos e Bolinhós é assim:

Bolinhos e bolinhós
Para mim e para vós
Para dar aos finados
Que estão mortos, enterrados
À porta daquela cruz
Truz! Truz! Truz!
A senhora que está lá dentro
Assentada num banquinho
Faz favor de se levantar
Para vir dar um tostãozinho.

Se o dono da residência assediada abrisse a porta e desse qualquer coisa, a letra da música continuava da seguinte forma:

Esta casa cheira a broa
Aqui mora gente boa.
Esta casa cheira a vinho
Aqui mora algum santinho.

Caso não abrissem a porta, a letra era um pouco diferente:

Esta casa cheira a alho
Aqui mora um espantalho
Esta casa cheira a unto
Aqui mora algum defunto.


Comentários

  1. Adoro esses pães faz-me lembrar os tempos em que estudava.
    Ficaram perfeitos , apetece mesmo levar um.
    Boa semana

    ResponderEliminar
  2. Ás vezes também faço cá por casa, mas, poucas vezes que a idade já não permite loucuras doces.
    Adorei a lenga-lenga que desconhecia completamente mas que é uma delícia. Fez-me voltar à infância.
    Obrigada
    Dilene

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

se gostou deixe um comentário :)

Mensagens populares