terça-feira, 10 de junho de 2008

Fernando Pessoa


Deus quer, o homem sonha, a obra nasce.
Deus quis que a terra fosse toda una,
Que o mar unisse já não separasse.
Sagrou-te e foi devorando a espuma.
E a orla branca foi de ilha em continente.
Clareou, cresceu até ao fim do mundo,
E viu-se a terra inteira de repente,
Surgiu, redonda, do azul profundo.

Fernando Pessoa

Sem comentários:

Enviar um comentário

Não passe sem deixar um miminho :)