quarta-feira, 5 de novembro de 2008

Ervas

Que coisas esquisitas que eu faço!!!

Pois é mas são coisa tipicas da minha terra e que estão na minha memória gustativa, olfativa, e emotiva, por isso, se este blog passou a ser o meu caderninho de receitas e apontamentos, resolvi fazer e colocar aqui estas coisas que como desde pequena para que fiquem para a posteridade.

Podia chamar esparregado a estas ervas, só que este é o nome por que é conhecido lá na covilhã e pela minha mãe, principalmente e porque foi com ela que aprendi quase tudo que sei, é assim que lhe chamo também.
O modo de preparação:

Corta-se um molho de nabiças como se fosse para caldo verde, mas mais grosso e cortam-se os pezinhos e tudo.
Cozem-se em bastante água temperada com sal.



Entretanto descasca-se e picam-se bastantes dentes alho, eu usei uns seis bem grandes, colocam-se num tacho com bastante azeite e levam-se a lourar, mas pouco, ou seja, logo que começam a perder o branco deita-se por cima as nabiças cozidas, eu não as escorro, retiro com uma escumadeira para que leve um bocadinho de água.
Depois junto bastante vinagre, porque nós gostamos das coisas bem vinagrentas hehe e deixo ferver um bocadito.
Depois polvilho com farinha umas duas colheres de sopa bem cheias e mexo bem para não fazer grumos nem pegar ao tacho e deixo ficar até cozer a farinha, mexendo sempre. Mais ou menos dois ou tres minutos.
E está pronto para comer com um peixinho grelhado por ex.


4 comentários:

  1. Eu gosto de ervas de grelos :) Mas com farinha e viangre nunca fiz!

    ResponderEliminar
  2. voltei para ver as novidades...é sempre um prazer passar por aqui.

    Boa semana

    carla

    http://www.arte-e-ponto.blogspot.com

    ResponderEliminar
  3. olá vim agradecer a visitinha... ideia diferente esta receitinha nunca tinha ouvido falar :) bjinhos

    ResponderEliminar
  4. é um género de esparregado... e é uma coisa que eu adoro.
    beijocas

    ResponderEliminar

Não passe sem deixar um miminho :)