sexta-feira, 15 de abril de 2011

Mais que um livro, uma escritora

Rosamunde Pilcher, uma autora não muito divulgada por cá, que conheci por acaso ao comprar um livro no circulo de leitores, mais ou menos para cumprir a obrigação do pedido.

"Solsticio de inverno" Escolhi um pouco pelo resumo que trazia e foi uma verdadeira surpresa, uma escritora inglesa que nos leva a viajar pelas paisagens de praia e campo, da cornualha e da escocia, personagens fortes e encantadoras que nos prendem da primeira á ultima página e ainda conseguem prender-nos numa pergunta o que terá acontecido a estas personagens, ou seja a vontade que a história não tivessa acabado, o desejo de continuar a ler mais e mais.

Por isso procurei os livros ao dispor nas nossas livrarias e comprei todos que encontrei, os "Apanhadores de conchas" foi outro dos que me ficou na memória, excelente.

Para abrir o apeteite um pouco do resumo de Solsticio de inverno.


Em Solstício de Inverno, Rosamunde Pilcher conta a história de Elfrida Phipps, que deixa Londres para construir uma nova vida em Dibton, pequena cidade em Hampshire, onde desfruta da companhia do cão Horácio e da amizade dos Blundell. Porém, uma tragédia imprevista muda a sua rotina e abala radicalmente a sua vida.

Elfrida é obrigada a partir para a Escócia, e o destino, pregando-lhe uma peça, acaba por reunir à sua volta pessoas mergulhadas na solidão, na saudade, no abandono e na perda. Num casarão em ruínas, no norte da Escócia, elas irão se reunir e, ao mesmo tempo, encontrar-se a si mesmas no dia mais curto do ano - no solstício de inverno.

Rosamunde Pilcher combina eloqüência e compaixão para criar personagens que revelam a forma como verdadeiramente vivemos e amamos. Repleta de tragédia e renovação, Solstício de Inverno possui uma narrativa cativante repleta de emoção.


Pena haver tão poucos livros dela publicados por cá.

6 comentários:

  1. Isto é que vai ser por a leitura em dia, bjs.

    ResponderEliminar
  2. Desconheço esta autora. Mas nem só os escritores mais conhecidos têm obras fabulosas.
    Pena que no nosso País os livros sejam tão caros e quase sejam considerados um luxo e artigos só para gente rica, enquanto haviam de ser a preço mais acessível para assim estimularem o interesse pela literatura a toda a gente.
    (contudo e atendendo a que um livro fica na nossa estante e pode ser lido futuramente, se comparado com o preço das revistas semanais e mensais, não é assim tão grande como isso)
    Gosto de ler. E dos mais variados géneros.Posso dizer que tenho em casa estantes e estantes cheias deles, desde enciclopédias a livros técnicos e centenas e centenas de grandes obras literárias de escritores famosos e alguns que até são desconhecidos para a maioria das pessoas.
    Mas pela descrição do livro, deve ser interessante.
    Desejo boa semana

    ResponderEliminar
  3. Turbulenta pois é verdade que os livros são carissimos, temos que andar em cima das promoções do continente principalmente ou então procurar aqueles que vem com os jornais a 1 euro, os apanhadores de conchas custa na bertrand qualquer coisas como 16 euros e eu comprei com um jornal por 1 euro temos que lhes dar a volta :-)
    Hoje por ex comprei um com desconto de 30% lá no continente promoção para o dia da mãe, se pensarmos que já são habitualmente mais baratos lá ficou por menos uns 6 euros do que nas livrarias :-)

    ResponderEliminar
  4. Tenho que ler alguma coisa dessa escritora. Parecem livros muito interessantes.

    Bjos.

    ResponderEliminar
  5. Tenho que ler essa escritora. Parecem-me livros muito interessantes.

    Bjos

    ResponderEliminar
  6. Por acaso não conhecia e fiquei curiosa, por que adoro ler e...estamos sempre a aprender! :)

    ResponderEliminar

Não passe sem deixar um miminho :)