sexta-feira, 1 de julho de 2011

Bolo de Limão

Este bolo já é velho cá em casa, a receita retirei dos livros da vaqueiro, uns livrinhos que se pediam com os pontos que vinham na manteiga e no óleo... é um bolo delicioso, superfofinho mesmo levando tanta manteiga e se o regarmos com a calda indicada, fresquinho é uma delicia.

É um bolo que já não fazia há muito tempo, pela grande quantidade de manteiga, aliás a primeira vez que fiz o marido comeu mais de metade numa tarde, quando lhe disse que já tinha comido mais de metade de um pacote de manteiga ia-me fuzilando e recusou-se a provar mais, agora faço e não lhe digo que leva manteiga e ele já come satisfeito :-)

Passo a receita na integra, mas eu não usei a dita manteiga, que me perdoem os autores e donos da patente, mas cá em casa já há muito tempo que a dita não entra, nem sei se faço bem ou mal, porque se umas são de origem animal e tem gorduras que fazem mal, as outras já nem sabemos a origem enfim vamos variando, pelo menos não nos intoxicamos com nada....

250 gr Margarina Vaqueiro (eu usei metade manteiga mesmo e sem sal e a outra metade de creme vegetal para barrar, vulgo planta)
250 gr Açúcar
250 gr de Farinha
1 colher (sobremesa)Fermento em Pó
5 Ovos
3 a 4 Limões ( eu só usei 2, porque eram grandes)
1 pitada de Sal

Cobertura
1dl de Sumo de Limão
100 gr Açúcar em Pó


Bata a margarina á temperatura ambiente com o açúcar até formar um creme bem fofinho e vá adicionando os ovos um a um.

Adicione a raspa da casca de 2 limões (guarde os limões para o sumo da cobertura).

Peneire a farinha com o fermento e o sal. Incorpore na mistura anterior e envolva bem.

Unte uma forma com margarina  e polvilhada com farinha, verta o preparado lá dentro.

Leve ao forno médio 180º durante 60 a 65 minutos ou até cozer o meu levou ± 40 minutos, nessa temperatura mas com ventilação e ficou bem moreninho.

Depois, retire o bolo do forno e pique-o com um palito ou garfo e deixe arrefecer.

Misture as 100 gr de açúcar em pó com os 100ml de sumo de limão e regue o bolo com esta mistura, eu não pesei o açúcar e juntei só umas 4 ou 5 colheres de chá.

Desenforme o bolo depois de frio.

Fica muito fofinho com um toque fresco por causa do ácido do sumo de limão, muito bom e mantem-se sem secar durante o tempo que se conseguir resistir sem o comer.

5 comentários:

  1. e um bolo bem calorico mas uma vez de ve zem quando nao faz mal
    beijinhos e bom fim de semana

    ResponderEliminar
  2. hehehe gostei da história da manteiga e do quase fuzilamento! :))
    Mas a verdade é que os bolos que levam muita manteiga ficam realmente deliciosos. Eu tb evito por causa do colesterol, mas de vez em qdo sabe bem...
    adoro bolo de limão, vou anotar mais esta.
    bjs

    ResponderEliminar
  3. Adoro bolos de limão mas também costumo diminuir na gordura para ver se as veias não entopem tão cedo :)

    ResponderEliminar
  4. usar a manteiga de soja pode ser uma solução quer para as calorias quer para o colesterol... a da alpro para cozinhados (não para barrar) resulta muito bem em bolos! adorei esta receita e vou fazê-la. MUITO obrigada pela partilha!

    ResponderEliminar
  5. Quando juntamos limão aos bolos eles ficam realmente muito frescos e saborosos.
    Cá em casa também acontece essa "rejeição" a determinadas comidas se souberem os ingredientes que leva.
    Se não souberem...é tudo bom, nada faz mal e nada sabe aquilo que eles acham que lhes faz mal ou não devem comer. (eu fazia com alguma regularidade uns bolinhos de chouriço que o meu filho adorava e devorava às carradas.Nunca me perguntou o que levavam. Entretanto começou com "alergia" a batatas ,pois diz que o engordam muito.Só comeu os tais chouricitos até ao dia em que os viu fazer.Como levavam batata...bem...foi remédio santo nunca mais comeu nenhum).
    Para dizer a verdade nem sei o que fará pior se a manteiga se a margarina. Sei se uma pessoa que trabalha numa fábrica de margarinas e diz que nem pensar em as comer pois sabe como são feitas. Ele só come manteiga.
    Por isso...já não digo nada. Mas se comessemos só o que não nos faz mal acho que, nos tempos modernos, não comíamos mesmo nada.
    Assim: perdoa-se o mal que faz pelo bem que sabe.
    desejo uma óptima semana

    ResponderEliminar

Não passe sem deixar um miminho :)