terça-feira, 5 de julho de 2011

Empadão tricolor

Esta é uma das invenções de ultima hora que ás vezes resultam bem, ainda que não seja do agrado de todos.

Este empadão fiz com carne picada que tinha sobrado de uma massa á bolonhesa, porque quando faço carne picada faço sempre muito, porque o meu menino adora e nós também comemos bem.

Com um puré de sabor a queijo da marca continente que comprei um dia daqueles em que andamos por lá a olhar para as prateleiras á procura de nem sei bem o quê, olhei para a caixa e achei que me apetecia provar, não é para repetir, não que não seja bom de sabor, mas porque aquilo é cheio de ééééésss.

Para juntar á festa um esparregado de grelos de nabo que tenho no congelador e que nunca mais acabam, porque a produção este ano foi tanta que congelei montes e agora tenho o congelador cheio  e para não ser sempre igual, resolvi fazer um esparregado, triturado que não é costume cá em casa, para meter no meio do empadão.

Foi uma comédia á mesa, o filhinho assim que olhou para o prato disse logo eu não gosto disto verde!!!, sem provar, já não é a primeira vez que ouço cá em casa que não gosto disto verde sem ser ele!!
O marido arregalou-me logo os olhos e por entre olhares disse-me logo - Fazes cada coisa para dar ao menino!!!!

Resultado o menino convenci-o bem com a conversa de que temos que comer de tudo, principalmente legumes que tem muitas vitaminas para crescer e com tanta conversa, sem dar conta tinha a papinha toda comida :-)
O marido mais dificil de convencer disse longe dos ouvidos do menino, para não ajudar á festa, que o esparregado era muito e tinha um sabor muito forte, mal ele sabia que o sabor forte era do puré de queijo.

Resumindo foi um prato muito rápido de fazer e de resultado muito divertido.

O puré é só seguir as instruções

A carne picada já estava feita, mas é fácil de fazer, com bastante cebola e alho picadinhos e bastante massa de tomate tudo a cozinhar ao lume até apurar bem o molho, para o empadão convem que seque um pouco.

O esparregado fiz com os grelos, previamente fervidos e congelados, depois de descongelar, foi só levar novamente ao lume a ferver e escorrer bem, depois é só saltear com bastante alho picado e azeite e juntar um pouco de vinagre e aqui em vez de farinha para ligar, omiti esta parte e triturei com a varinha.

Tudo ás camadas, com a ultima, de puré pincelado com gema de ovo para tostar no forno


 e resultou uma coisa assim colorida e bem apetitosa.

2 comentários:

  1. O Empadão para mim é muito mais que o vulgar puré e carne que comemos nos restaurantes.
    É feito para aproveitarmos sobras de carne e depois, como eu digo, e para desenjoar, leva sempre algo verde. Geralmente até é espinafres pois é aquilo que abunda todo o ano aqui no meu quintal. Faço um ligeiro refogado com azeite, alho e cebola e junto os espinafres até meia cozedura)
    Cá em casa ninguém se queixa. E, quer gostem quer não, já há muitos anos que me deixei de fazer 2 tipos de comida só porque uns não gostam.Por isso:ninguém refila e todos comem. Já se habituaram.
    Mas quando há crianças pequenas a coisa é bem mais complicada pois nem sempre aceitam bem o que lhes dizemos e criança é mesmo assim: não gosta...não gosta mesmo.
    Mas também há aquele ditado que diz: com palavras e bolos se enganam os tolos e foi mesmo o que aconteceu com o teu empadão.
    desejo uma óptima semana

    ResponderEliminar
  2. Eu acho que iria adorar este empadão, gosto do aspecto e dos ingredientes!!!

    ResponderEliminar

Não passe sem deixar um miminho :)