sábado, 14 de janeiro de 2012

Sonhos de abobora

Fritos são tipicos no natal e fim de ano, este ano para variar não fizemos fatias douradas, nem filhoses, como a minha mãe deixou esta parte completamente a meu cargo e não sei amassar as filhoses, apeteceu-me fazer sonhos de abobora, não porque me lembrei do nada, mas porque vi uma receita na revista magazine do continente que me pareceu boa.
Desta receita que diz ser para 8 pessoas eu fiz só metade, porque havendo muitas coisas para comer, nunca se consegue comer muito de nada.
500 gr de abóbora aos pedaços
4 ovos
400gr de farinha
350 gr de açucar
1 colher de chá de fermento em pó
1/2 laranja pequena
Açúcar e canela para polvilhar
Oleo para fritar.

Depois de ter a abóbora cozida (durante 30 min), escorre-se bem, deixa-se arrefecer num coador e reduz-se a puré.
Numa taça juntar a farinha, o açúcar e o fermento.
Noutra taça junte os ovos com o sumo e a raspa de laranja, o puré de abobora e uma pitada de sal e mexa muito bem.
Junte esta mistura aos ingredientes sólidos e mexa tudo muito bem.
Tape com um pano e deixe levedar durante 2 horas em local quentinho.
Fritam-se em óleo bem quente, colocando a massa no óleo com uma colher.
Por fim, depois de fritos e ainda quentes, passam-se por uma mistura de açucar e canela.
Comem-se quentinhos ou frios e são uma delicia, o meu menino que não toca em nada de doces, tivemos que lhe tirar da frente ou ele devorava tudo num abrir e fechar de olhos e esta é também uma receitinha a repetir, mesmo fora de época de festas.

7 comentários:

  1. Que delícia esse interior... Ai já comia um sim senhor :)
    beijoca e bom fds

    ResponderEliminar
  2. Ficaram lindas, com óptimo aspecto!!!

    ResponderEliminar
  3. Querida Alcina, sonhos são meus preferidos desde minha infância, mas ainda não experimentei os de abóbora. Salivei geral!!

    Beijão para você e para seu menino.

    ResponderEliminar
  4. POis a verdade é que qualquer destes doces próprios do Natal sabem muito melhor fora da época.
    Também já foi meu hábito fazer essa catrefada de fritos natalícios.
    A pouco e pouco tenho vindo a diminuir a quantidade e variedade e o certo é que , mesmo assim, acabam por não se comer todos.
    Os fritos de abóbora, para ser sincera, considero-os os melhores quando comidos no próprio dia.
    Adoro os de cenoura, pois 1 dia ou 2 depois(se lá chegarem, claro!) acabam por estar ainda muito molezinhos.
    Mas os de abóbora fazem-me lembrar a minha infância e parece que ainda estou a vê-los, em grandes alguidares,a empregada a fritar, a avó a passar por açúcar e eu e os meus primos a devorá-los e a levarmos uma palmadita na mão para abandonarmos aquela zona.
    beijos
    desejo uma óptima semana

    ResponderEliminar
  5. Ando com vontade de fazer fritos agora e de comer também ;)

    ResponderEliminar
  6. Amo sonhos de abóbora!
    É tradição na minha familia, a avó materna confeccionar sempre, todos os Natais e Ano Novo.

    Também já reproduzi a receita dela e guardo a receita religiosamente num livrinho antigo. Pois há uns segredinhos a não esquecer para que fiquem como os da avó.

    Por falar em avós e avôs, possuem uma sabedoria que não podemos negligênciar. Tens de me contar os chás secretos do teu avô :) Concerteza um sábio herbalista!

    Beijinhos.
    Rute
    P.s.-Os teus fritos estão um sonho!
    Um sonho cor-de-laranja.

    ResponderEliminar
  7. Rute pena que quando podemos não ligamos muito a certas coisas e essa ciencia do meu avô foi com ele para o céu, foram poucos os que tomei mais atenção, mas podemos pensar nessa toca de informação :-)

    ResponderEliminar

Não passe sem deixar um miminho :)