terça-feira, 7 de fevereiro de 2012

Sapateira recheada

Dizem os entendidos que para escolher uma boa sapateira, devemos escolher uma fêmea, porque há maior probabilidade de estar cheia e ter ovas, já várias vezes me explicaram, mas nunca me lembro quando vou comprar outra vez, desta fotografei para não esquecer.

Este deve ser o formato da casca na parte da barriga, para ser fêmea, esta "barbatana" central, deve ser mais larga e arredondada do que no macho, dizem que devemos também escolher a mais pesada que encontrar-mos, porque se sai mais caro também é sinal que está cheia, porque não há nada pior que gastar algum dinheiro e abrir a dita cuja e ela ter a barriga vazia, uma verdadeira frustração.

Não foi o caso desta que tinha a barriga cheia até demais, era grande e estava cheinha de ovas, vermelhinhas.

Eu quando compro sapateira compro sempre congelada, porque se escolhermos bem, temos sempre alguma garantia, viva só comprei uma vez e não me entendi muito bem a coze-la e não gostei, o bicho arrancou as patas todas e a coisa não correu bem, por isso agora compro sempre congelada.

O recheio é sempre mais ou menos a olho e ao sabor do conteudo também, se tem mais ou menos, assim se acrescenta mais ou menos coisas.
Quando tem pouco conteudo na barriga, eu ás vezes acrescento bem o recheio da carapaça entre as patas e até o recheio das patitas pequenas e trituro tudo.

Esta como estava bem cheia, não foi preciso adicionar muita coisa.

1 sapateira congelada
1 ovo cozido
2 ou 3 raminhos de pikles
3 ou 4 colheres de sopa de maionese
1 colher de chá de mostarda
2 colheres de sopa de vinho do porto ou cerveja a gosto

Primeiro cozo o ovo e meto no copo da 123, junto aí os pikles e a mostarda e trituro tudo.

Junto esta papa ao recheio da sapateira e misturo tudo muito bem, o conteúdo da sapateira numa primeira abordagem eu amasso tudo com a mão, para moer tudo muito bem.

Junto depois a maionese e o vinho do porto, mexo tudo muito bem com um garfo ou vara de arames e está pronto.

Picantes nem pimentas não costumo juntar, porque não apreciamos muito cá em casa.
 Depois é só meter dentro da casca para ficar mais bonito,

Ou pode-se meter em conchas de vieira ou em tacinhas para distribuir pela mesa se houver muita gente é mais funcional.

Podem-se por as patinhas em volta, fica sempre bem e há sempre quem goste de se divertir a partir e a debicá-las.
E comer com tostas ou pão torrado, eu prefiro de longe este ultimo torradinhas e nem precisam manteiga...

8 comentários:

  1. Que delicia! Eu sinceramente também não sei escolher, acabo sempre por ter que pedir ajuda! Ficou um belo petisco!

    ResponderEliminar
  2. Já comi muitas vezes, mas nunca fiz,não sabia como comprar. Obrigada pela dica. Vou levar a receita.
    Bjs

    ResponderEliminar
  3. Adoro sapateira! Anda a apetecer-me, mas confesso que não tenho coragem de matar o "bichinho", faz-me impressao mergulhá-lo em agua e ferver!
    bj

    ResponderEliminar
  4. O teu recheio ficou com muito bom aspecto, também costumo fazer cá em casa pois assim fica sempre ao nosso gosto.

    ResponderEliminar
  5. Gosto muito mas nunca fiz em casa, nunca escolhi um bicho desses mas obrigada pelas dicas :)

    ResponderEliminar
  6. eu so fan a tua esta muito boa como esse molho adorei bjs

    ResponderEliminar
  7. Cozer não é difícil. Primeiro há que matá-la e a única maneira que conheço é com aprox. 250ml a 300ml de vinagre.
    Com jeitinho abre-se a boca da sapateira e vai-se deitando aos poucos para tentar que ela vá bebendo (segundo diz quem sabe parece que o vinagre para elas funciona como o álcool para nós por isso é beber até quinar... literalmente). Deixa-se a bichinha dentro de um alguidar até parar de mexer. Depois é só cozer cerca de meia-hora com uma pitada de sal, mas atenção que ela tem de ser posta na panela com a água fria senão estala e perdem-se as ovas.

    ResponderEliminar
  8. Obrigado pela sugestão senhor(a) anónimo, gostei de saber essa dica do vinagre e de meter o bicho em água fria, em vez de água a ferver :-)

    ResponderEliminar

Não passe sem deixar um miminho :)