sábado, 19 de maio de 2012

Cheesecake de morango


O meu escuteirinho já é oficialmente lobito, em dia de promessa do meu lobito, numa bonita cerimónia num belo mosteiro cá da cidade apresento mais um Cheesecake.


Nunca tinha feito tantos, mas como tem um fã cá em casa, agora faço e este já está apontado com uma estrela, pela leveza e delicadeza no sabor, muito melhor do que os que são feitos com natas e leite condensado.

Já fiz de manga e este agora foi de morango.

Base
250gr de bolacha digestiva ou integral
70gr de margarina
1 colher de chá de canela
Doce
6 folhas de gelatina
6 claras
150gr de adoçante
300gr queijo creme magro
Cobertura
250 gr de morangos
120 gr de açúcar
4 colheres de sopa de água
1 colher de sopa de sumo de limão.

Para fazer a base triture a bolacha, deite numa taça e junte a canela e a margarina derretida, mexa bem até toda a bolacha estar bem embebida na margarina.
Forre uma forma de fundo amovível com esta farofa e pressione bem e leve ao frigorífico para arrefecer.

Em seguida fazer o doce de morango, para ficar também a arrefecer. Colocar todos os ingredientes numa caçarola e levar ao lume até desfazer a fruta e evaporar todo o liquido, ainda quente retirar 4 colheres de sopa para dissolver a gelatina.
Pode-se usar doce de morango de compra ou outro que se tenha feito na época deles.

Coloque as folhas de gelatina a demolhar em água fria.

Numa tigela bata as claras em castelo, juntando o adoçante pouco a pouco e batendo sempre, eu juntei açúcar mesmo, cá em casa não se usa adoçante, (dizem que engorda -só os gordos é que o comem:-))))

Adicione o queijo creme e 4 colheres de sopa do doce de morango ainda quente, onde se dissolveram as folhas de gelatina, bata bem.

Verta o preparado anterior para a forma sobre a bolacha.

Leve ao frio até solidificar e desenforme. Cubra com o restante doce de morango e sirva decorado a gosto.
Neste meu périplo pelos cheesecakes só ainda não consegui foi retirar a base da forma de aro, será que há algum segredo ou é só empurrar, eu das experiências que tenho só lhe tiro a base já depois de estar metade comido e mesmo assim ainda se parte um bocado, tenho medo que se desmanche tudo a meio.
E lá vem ele de carinha erguida a passar pela praxe dos novatos, levando com os lenços dos mais velhos:-))

8 comentários:

  1. Olá, Alcina! Os meus parabéns ao teu lobito! O cheesecake tem um aspecto delicioso e ingredientes bem leves, uma sobremesa ótima para comemorar esta data tão especial!
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  2. Parabéns ao menino.
    Os cheesecakes também são a minha perdição e este tem uma aspeto excelente.

    ResponderEliminar
  3. Parabéns ao Lobito.
    ESta deliciosa sobremesa foi a melhor opção para festejar esta nova etapa da vida do teu filho.
    Para mim também não é demasiado fácil servir o cheesecake sem a parte do fundo da forma.
    Mas tenho uma amiga que me disse que o problema surge devido à compressão que fazemos na camada da bolacha.
    Por isso (não experimentei ainda) ela diz que barra o fundo da forma com uma pequena quantidade de óleo.
    Com papel vegetal dos grossos, recorta um círculo como o fundo da forma, unta também com um pouco de óleo.Com ele forra o fundo da forma.
    Fecha o aro e põe a camada da bolacha sem pressionar demasiado.
    Retira logo o aro e leva ao congelador por algum tempo a base com os p.vegetais e a base.
    Depois retira os 2 papeis e coloca a massa novamente sobre o fundo da forma, fechando novamente o aro e depois coloca então a massa.

    ASsim evita-se que o fundo da forma fique com golpes de faca e se estrague.
    POis eu nunca experimentei. Mas da próximo arrisco, apesar de dar mais trabalho.
    beijos
    bom fim de semana

    ResponderEliminar
  4. Olá Alcina, parabéns ao teu filhote.
    Também gostei muito desta receita, foi uma optima opção
    Boa semana.
    http://ideiasdamoranguetes.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  5. Parabéns ao pequeno!

    O cheesecake está lindo! Eu também nunca tiro da forma, exactamente por isso :\

    ResponderEliminar
  6. Olá Alcina. Parabéns ao teu pequeno. Aqui no Brasil se diz "lobinho".
    A torta está com uma aparência apetitosa e linda. Grata pela receita.
    A respeito do fundo da forma, pode-se colocar um disco de acetato entre ele e a massa da torta, fica fácil trasladar para o prato ou bandeja de servir. Outra opção é forrar o fundo removível com filme de PVC( não sei se vocês usam aí em Portugal), deixando sobras para baixo que ajudarão a trasladar a torta depois de pronta, para o prato/bandeja.
    Eu também tenho pena de deixar marcas de corte de faca na forma :)
    Bjinho

    ResponderEliminar

Não passe sem deixar um miminho :)