domingo, 18 de novembro de 2012

Tarte de Mirtilos

Esta tarte foi retirada do blog da Andreia que tem umas receitinhas muito boas e esta foi daquelas que assim que a vi ficou-me logo na cabeça e eu quando gosto mesmo de uma receita, rapidamente encontro uma situação para experimentar e como há sempre uma situação para celebrar, cá está ela, a situação a celebrar foi uma, mas a publicação sai num dia em que faz dois anos que o meu pai partiu, e para ele em jeito de homenagem...
Massa
300gr de farinha
110gr de açúcar
2 gemas mais um ovo inteiro
110gr de manteiga
1 colh de chá de fermento
Uma pitada de baunilha em pó
raspa de meio limão

Creme de queijo
250gr de queijo creme(tipo filadelfia, eu uso phoenicia fresco magro)
1 iogurte natural
2 ovos
40gr de açúcar
40gr de maisena
1/2 colher de chá de raspa de limão
1 colher de chá de açúcar baunilhado (usei uma pitada de baunilha em pó)

Doce de Mirtillo
270gr de mirtillos congelados
120gr de açúcar
50ml de água
2colheres de chá de maisena

Para fazer a massa meti todos os ingredientes na Mycook e marquei 2min. vel.amassar. levar ao frigorífico durante meia hora envolto em película aderente.

De modo tradicional recomenda a receita amassar todos os ingredientes e se a massa ficar pegajosa, adicionar mais farinha, eu neste tipo de juntar mais... não me oriento....., gosto de tudo medido ao milímetro  porque a massa ficou de facto pegajosa e não se esticava de jeito nenhum, ou melhor ela esticava, só que não se conseguia levantar da banca, porque se rasgava toda, sem consistência, uma boa sugestão da andreia para transferir a massa é esticá-la em cima de uma folha de papel vegetal, pena que eu só a vi depois de passado todo o problema... é o que dá tirar só os ingredientes e uns tópicos das receitas....

A massa da base estiquei-a com as mãos directamente na tarteira a da cobertura fui juntando farinha sem grande fé e lá consegui esticar uma placa e metê-la em cima.
Enquanto a massa descansa no frigorífico preparei o recheio e o doce.

Para o doce de Mirtillo é só meter todos os ingredientes num tachinho e levar ao lume até engrossar, em lume brando durante 5 minutos (ficou completamente liquido). Triturar e passar por um passador de rede para escoar sementinhas e peles, é o que a receita recomenda, eu dispensei esta parte. deixar arrefecer completamente antes de utilizar.

Para o creme de queijo juntar todos os ingredientes numa taça e bater com a batedeira até obter um creme liso, deixando os ovos para o fim e adicionando-os um a um. reservar.

Para montar a tarte, esticar 2/3 da massa numa forma de tarte e em cima deitar o creme de queijo, cobrir com o doce de mirtillo e por ultimo com a restante massa esticada.

Esta parte foi um bocadinho complicada, porque os doces ficaram meios líquidos e não havia maneira de os meter em camadas e o problema de esticar a massa que ia ficando sem cobertura. 

No fim de tudo e da cobertura estar em cima, unir os bordos e levar ao forno pré-aquecido a 180º durante mais ou menos 30 min ou até ficar douradinha.

Ficou o recheio misturado em vez de camadas, mas foi um sucesso, deliciosa, com um sabor tão suave e tão  pouco doce que apetece comer mais ainda, viciante.

12 comentários:

  1. Gosto imenso de mirtilos e a tarte ficou com muito bom aspecto :)

    Beijinhos e uma óptima semana :)

    ResponderEliminar
  2. Ainda não provei mirtilos, mas temos aqui as nossas frutinhas que podem ser substituídas tranquilamente. Com amoras me parece que fica muito boa e a fartura de amoras nessa época é sugestiva.
    Fiquei rindo aqui com o fato de você só ter lido depois. Isso me acontece também, gosto de tudo detalhado... Só não posso esquecer de ler...rs!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois é a mim acontece-me de vez em quando, venho tiro os tópicos e quando a coisa corre mal é que venho reler para ver onde falhei hehe, pois a tarte com amoras deve ficar muito boa também :-)

      Eliminar
  3. Olá, Alcina! Que tarte linda, deve ser uma delícia com mirtilos! Tenho mirtilos no congelador, que compro na época e guardo. É uma ótima receita para os utilizar.
    Vou levar e deixo-te um beijinho e desejos de uma ótima semana!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado Lina, experimenta que vale muito a pena :-)

      Eliminar
  4. Olá Alcina,
    Obrigada pelo seu comentário e visita à toca dos ratinhos. Já rectifiquei a parte em que digo que a gila só se utiliza em doçaria...
    Gostei muito aqui do seu cantinho. Vou vir cá mais vezes, sem dúvida.
    Beijinhos dos Ratinhos cozinheiros

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O que interessa é irmos aprendendo e tirando novas ideias, aprendemos as duas uma coisa nova e isso é que é interessante nesta troca de receitinhas :-)
      Eu também voltarei aos seus ratinhos, porque gostei bjs

      Eliminar
  5. Que deliciosa tarte. Os mirtilos são uma fruta que descobrimos há algum tempo. Gostamos. e acabamos por comprar um pequeno arbusto envazado.Com grande pena nossa não produziu tanto como esperavamos (ao contrário das amoras e framboesas).Mas confesso ter achado este doce algo que merece ser experimentado.
    beijos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois deve ser uma planta sensivel, porque eu também meti uma lá na quinta e só provámos um ano, depois secou...

      Eliminar
  6. Olá Alcina!
    Essa fatia é mesmo uma tentação.
    Ficou uma tarte 5*****
    Beijos e boa semana.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado marta experimente que vale a pena :-)

      Eliminar
  7. Que tarte mai linda :)... Esse recheio é mesmo uma tentação!!!
    um beijo

    ResponderEliminar

Não passe sem deixar um miminho :)