quarta-feira, 13 de fevereiro de 2013

Pudins formas e recordações

Hoje trago uma história e umas lembranças de infância em vez de uma receita, ás vezes também é preciso recordar.

Este pudinzinho não tem receita nem nada de especial, antes pelo contrário, é um daqueles pudins instantâneos tipo mandarim, mas podia ser outro.

O segredo está na forminha, umas formas que devem ter quase a minha idade, porque desde pequena que sempre me lembro delas lá em casa da minha mãe, são da Tupperware e penso que já não existem para vender há muito tempo, mas trazem-me muito boas recordações dos pudins e das gelatinas que a minha mãe  fazia e que depois de desenformado tremia por todo lado, era uma diversão comer pudim assim, muito mais engraçado do que comer de uma qualquer tacinha ou prato.

Um dia destes encontrei-as por acaso e mostrei-as ao meu pequenino, contei-lhe uma história e é claro que ele quis logo testar para ver como era.

Fiz um pudim de baunilha e lá foi ao frigorífico nas forminhas, depois é só um passe de mágica e umas palavrinhas mágicas e cá está o pudim lindo e bailarico.

Com uns moranguinhos em volta souberam-lhe pelos deuses, uma verdadeira festa e muito melhor que a melhor e mais requintada sobremesa.

3 comentários:

  1. Tens toda a razão, há coisas que nem precisam de ser nada de especial para nos lembrarem a nossa infância! Há sabores tão simples, mas que nos trazem boas memórias :) As forminhas são mesmo giras! As coisas da Tupperware duram uma vida :)

    Beijinhos*

    ResponderEliminar
  2. Também comia pudins com essa forma quando era criança :) Fizeste-me relembrar memórias muito felizes agora :)

    Beijinhos e boa noite :D

    ResponderEliminar
  3. Como me lembro destas forminhas.... A minha mãe também fazia pudins Boca Doce nestas forminhas e nós ficávamos todos contentes.
    Beijinhos
    Belinha
    Mundo das receitas
    http://mundodasreceitas.blogspot.pt/

    ResponderEliminar

Não passe sem deixar um miminho :)