sábado, 5 de novembro de 2016

Tarte de massa Filo queijo e frutos vermelhos

Esta tarte fiz para concorrer a um passatempo lançado por uma marca que anda por aí no mercado, não costumo meter-me nestas andanças, porque normalmente há muita gente profissional nisto dos concursos e muitos sabemos que estes passatempos tem sempre grandes interesses comerciais pelo meio e como é óbvio não ganhei, não tenho página pessoal associada ao facebook, não tenho muitos seguidores e nem costumo fazer publicidade só por fazer.....

Resolvi participar neste concurso, porque achei ser capaz trazer algo novo e porque os produtos da marca são produtos que até consumimos cá de casa, o que ganhei foram novas experiências,  aprovadíssimas pelos comensais que as provaram :) que é o que me interessa também.

A minha tarte imaginada com ingredientes ao meu gosto e juntado uma pitada daqui e outra dacoli e que me deu um trabalhão a fazer e a fotografar, não conseguiu competir com umas tortitas de milho daquelas de compra em supermercados enroladas com presunto e queijo com umas folhinhas de agrião.......... mas o júri é soberano e decidiu....

A receitinha que tanto gozo me deu fazer, deixo-a aqui para que fique registada e certamente voltar a fazer porque ficou deliciosa

 e posso dizer como disse o meu filho
-o júri não vai provar mãe, porque se provasse já estava ganho :) e isto para mim foi o melhor prémio.





Para a Massa:
300 gramas de massa filo
50 gramas de manteiga sem sal derretida

Para o Recheio:
500 gramas de queijo ricota
4 ovos inteiros
1 lata de leite condensado
1 lata de leite
1 colher chá de fermento em pó
1 pitada de sal
1 colher sopa de raspa de limão
1 colher chá de baunilha em pó

Para decorar:
Frutos vermelhos frescos

Açúcar em pó
Geleia de frutos vermelhos opcional

Preparação

Para a base da tarte:
Unte, com manteiga derretida, uma forma de aproximadamente 25 cm de diâmetro e de fundo removível. 
Corte a massa phyllo em tiras de aproximadamente 5 cm de largura e acomode cada tira, de forma que cubra o fundo e a lateral completamente. Entre cada pedaço de massa que se sobrepuser, pincele mais manteiga. Assim que cobrir todo fundo e lateral da forma, corte o excesso de massa para que fique rente a ela, eu não cortei.
Para levar ao forno fiz um aro de papel vegetal agrafado do +/- do diâmetro da forma e meti por dentro da massa, para as tiras não cairem para dentro.

Leve ao forno pré-aquecido por cerca de 10 minutos ou até que firme. Retire e deixe arrefecer.



Para o Recheio; 
Num liquidificador ou robot, bata todos os outros ingredientes até que se obtenha um creme homogéneo. 

Despeje cuidadosamente este creme sobre a forma com a massa pré-cozinhada e leve ao forno, moderado, até que fique dourada, firme e o palito sair seco, aproximadamente 40 minutos.


Para a Montagem; 
Desenforme a tarte fria e decore a gosto com frutos vermelhos, açúcar em pó ou mesmo com geleia de frutos vermelhos



A geleia eu deixei ao critério de cada um comer com a geleia ou não, por uma questão de gosto e poupar no açúcar, assim cada um envenena-se ao seu gosto :)


1 comentário:

  1. Tem um aspeto magnífico e de sabor deve ser para lá de boa! Sabes Alcina, concordo contigo. Vê-se tantos concursos com receitas a ganharem que nem a participar deveriam estar. É também por esse motivo que acabo por nunca participar em nada, porque são sempre os mesmos a ganhar. Há uns tempos vi um passatempo no qual não participei. Não tinha muitos concorrentes, mas havia algumas receitas que se destacavam quer pelos ingredientes, quer pela técnica, quer pela dificuldade, quer pela apresentação. Estava plenamente convecida que o vencedor seria uma das 3 receitas que eu achava mais bem executadas. Pois olha, foi parar a uma receita cuja foto não era nada de especial e a receita em si era uma receita mais do que conhecida onde não se via inovação nenhuma e que ainda por cima era já uma publicação antiga da pessoa em questão! É que nem se deu ao trabalho de fazer e de fotografar de novo! Mas mesmo assim ganhou! E eu pergunto-me, afinal quais são os critérios?! Mas acho que é mesmo como dizes, por de trás estão muitos interesses... A tua receita tinha muito potencial para ganhar e é pena que não o tenha conseguido. Mas tenho a certeza que os teus homens ficaram a ganhar e muito! beijinhos

    ResponderEliminar

Não passe sem deixar um miminho :)