domingo, 24 de setembro de 2017

Bolo de água, azul do porto.....

Este bolo já vem com algum atraso, como tudo aqui no blog ultimamente, mas ainda a tempo :)

Aniversário, medalha de prata na canoagem, e ainda bolo azul do porto e do Clube de canoagem.....muita emoção para um dia só para o meu Migelito.


O meu gulosinho, para o seu aniversário quer sempre  a pasta de açúcar no bolo, fui eu que introduzi a ideia, há uns anos atrás, ele agarrou-a e agora não há quem lhe faça mudar de ideia, não é coisa que eu aprecie e nem ninguém cá de casa, entenda-se os convidados habituais, mas como ele adora e o bolo é dele eu faço-lhe a vontade e pior ainda, por muito que me custe (não me custa nada :)) faço-lhe o bolo sempre azul do porto!!!! coisa que também não aprecio muito, nem o porto e nem futebol.... mas o que uma mão não faz pelo seu filhinho.....


Este ano o tema para ser diferente foi o porto e a canoagem, e só por acaso a cor do clube dele também é azul...

Decoração simples, porque nunca fiz nenhum curso destas coisas do cake design, tudo que faço é mesmo autodidata, ele pede, eu avalio as possibilidades e faço ao meu gosto, este ano queria que fizesse um boneco para por dentro da canoa... bom isso já não me atrevi, até seria capaz, mas estas decorações demoram bastante tempo e para além disso as pastas são caras e teria que comprar mais algumas cores.

O interior do bolo ao contrário da decoração para ele tem que ser o mais simples possível, não gosta de frutos secos, nem de frutos frescos misturados no bolo, por isso opto quase sempre pelos mesmos e este já está por aí no blog em vários sítios, sai sempre bem e resulta um bolo enorme, o que é bom para festas.


7 ovos
1 caneca de água
3 canecas de açúcar (mal cheias)
3 canecas de farinha (bem cheias)
Raspa de limão
Fermento.

Recheio :
Creme de chocolate usei um pudim instantâneo, nunca tinha usado, mas para mais rápido experimentei e gostámos.

Cobertura:
Pasta de açúcar Azul escuro 1kg
pasta de açúcar branca 250 gr



Bater em primeiro as gemas sozinhas e em seguida juntar a água e bater bem (faz muita espuma).

Juntar o açúcar e continuar a bater, neste bolo a massa não dobra, ela triplica de volume, o que acontece logo quando se junta a água, com a junção do açúcar só fica mais densa.

Por ultimo juntar a farinha peneirada com o fermento  e a raspa de um limão e envolver com cuidado.

Bater as claras em castelo bem firme, eu bati no meu robot de cozinha, ficam mais duras e firmes. Envolver com cuidado no preparado anterior e verter numa forma bem grande, untada e polvilhada de farinha.

Levar ao forno a 200º durante 35 min e verificar com um palito.


Só depois de frio se pode cobrir com a pasta de açúcar ou ela fica mole e derrete.


Para trabalhar a massa, primeiro tem que se amassar bem nas mãos, porque ela vem dura e deve ficar maleável e elástica, esticar bem com as mãos sem quebrar.
Quando atingir este ponto, polvilhar uma banca lisa com farinha maizena e esticar com um rolo na espessura e tamanho desejado, depois com cuidado cobrir o bolo todo com a primeira camada a base.
A decoração é a gosto e segundo as habilidades da doceira, a minha, sem cortadores próprios e sem acessórios sofisticados saiu assim, com alguma imaginação e trabalho :)


A pasta comprei numa loja cá em Coimbra, onde costumo sempre comprar, a pasta tem uma textura que se estica e molda muito bem e porque o sabor até é aceitável, comparando com outras, esta tem um sabor suave a limão e não deixa tudo azul, língua lábios e tudo onde passa, não sei se é bom ou mau....


4 comentários:

  1. Muito giro e o interior bem apetitoso! Parabéns! Beijinhos

    ResponderEliminar
  2. Ficou muito bonito!

    Beijinhos,
    Inês
    http://www.indiglitz.pt

    ResponderEliminar
  3. Este bolo ficou muito bonito.
    O interior é delicioso pois a receita já foi testada com sucesso por estes lados.
    Só variou o recheio...
    Parabéns atrasados ao gulosinho .

    ResponderEliminar

Não passe sem deixar um miminho :)